Pietro Mário, ator e dublador, morreu nesta segunda-feira, 31, aos 81 anos de idade. Entre suas principais dublagens, estavam personagens como Capitão Caverna, mestre Yoda, de Star Wars e Rafiki, de O Rei Leão.

O dublador Guilherme Briggs usou seu Twitter para lamentar o fato: “Faleceu o Pietro Mário. Uma pessoa maravilhosa e de lindo coração. Eu amava brincar de falar em italiano fake com ele sempre que nos encontrávamos, só pra ver ele dar risada. Descanse em paz, Pietro querido”.

Ele também ficou conhecido por protagonizar o programa infantil Capitão Furacão, na Globo. A atração ficou no ar desde a inauguração da emissora, em 26 de abril de 1965, até 31 de dezembro de 1970.

Foto: Reprodução/Twitter

Pietro Mário esteve no elenco de novelas recentes, como Deus Salve o Rei (2018), Novo Mundo (2017) e Êta Mundo Bom! (2016). Ele também participou de Sinhazinha Flô (1977), Olhai os Lírios do Campo (1980) e Eu Prometo (1983). Em O Mecanismo, série da Netflix sobre a Operação Lava-Jato, deu vida ao personagem Bruxo

No mundo da dublagem, destacam-se seus trabalhos em filmes da Disney, como Rafiki, em O Rei Leão, Sultão, em Aladdin e Radcliff, de Pocahontas. Também deu voz a Tony Soprano em Os Sopranos.

O ator Mouhamed Harfouch usou seu Instagram para publicar uma homenagem: “Trabalhei com ele no teatro. Sempre gentil, educado, doce e alegre. Descanse em paz querido Pietro Mário, eterno Capitão Furacão.”