Não é de hoje que Neymar Jr., 27, já declarou sua paixão por videogame. O craque da seleção brasileira e do time de futebol francês Paris Saint Germain (PSG), é bastante ativo quando o assunto é games. Com isso, ele vem se destacado na plataforma de stream Twitch, conhecida por ser notória quando o assunto é eSports.

Entretanto, na noite desta segunda-feira (9), o atleta brasileiro revelou que foi banido por sete dias do canal onde faz transmissões ao vivo durante partidas de videogame. Segundo ele, o banimento aconteceu sem querer, após ele expor o número de telefone do também jogador da seleção, Richarlison, 23.

Neymar é banido da plataforma de games Twitch – Redes sociais

Nas redes sociais o assunto deu o que falar, e muitos internautas comentaram sobre a punição do jogador de futebol na plataforma. “Gente até o Neymar foi banido da Twitch, essa empresa não perdoa ninguém”, escreveu um usuário no Twitter. Já outro brincou desejando “forças” ao craque. “Perderam o melhor streamer”, ressaltou.

Neymar já chegou a bater o número de 110 mil espectadores durante uma transmissão do jogo “Among Us”. Recentemente, durante uma partida de “Sign of Silence”, o atacante do PSG caiu em uma pegadinha feita pelo seu “parça” Gil Cebola.

A plataforma Twitch é uma das mais famosas no mundo dos games. Ela permite que inscritos e não inscritos, este último por sua vez de forma grátis, acompanhem transmissões ao vivo simultaneamente. Neste ano, a empresa streaming de games decidiu banir o filho 04 de Bolsonaro, Jair Renan, que disse que pandemia é história da mídia e que coronavírus é só uma gripezinha.

O banimento na Twitch tem sido algo recorrente, de acordo com os usuários da plataforma. Há poucos dias, Felipe YoDa, ex-pro player de League of Legends e um dos maiores streamers do Brasil, também foi barrado na plataforma durante uma de suas transmissões.

Através do Twitter, YoDa explicou a punição foi devido aos direitos de copyright. “Mais uma vez sem aviso, mesmo apagando todos os VODS (vídeos sob demanda) de cinco anos atrás”, explicou.