Simony, 44, foi coroada rainha de bateria da escola de samba Unidos do Peruche neste sábado (1°). A agremiação desfila no Grupo de Acesso 2, terceira divisão do Carnaval de SP. Ela agradeceu ao convite e disse que estava muito emocionada.

Ao receber a faixa e a coroa, a cantora sambou ao lado dos integrantes da bateria da escola e, em determinado momento, ela retirou a máscara. Simony foi criticada nas redes sociais e, após o evento, Simony desabafou.

Foto: Reprodução/Instagram

“Tirei a máscara apenas para receber a coroa e para sambar um pouco lá na frente. Depois, eu coloquei a máscara de novo. Então, vocês não venham dizer que eu sou irresponsável… que não me importo com tanta gente que morre”, disse a cantora em seu Stories.

“Menos mimimi.. Antes de julgar as pessoas…. Eu ando com meu produto…eu espirro no pé, em mim e quem estiver perto. Não venha dizer que sou irresponsável, porque não sou. Eu não saio de casa para nada. E vim simplesmente cumprir um papel que tinha que cumprir, com toda a segurança”, continuou.

Simony disse ainda que “todo mundo que estava ali estava de máscara”. “Não vou levar doença para os meus filhos. E todo mundo que estava ali estava de máscara. Então menos, não venha querer falar coisas que vocês não sabem. Inclusive, antes de ontem fiz o teste da Covid, e eu sempre faço teste porque tenho filho pequeno, tenho uma mãe e, claro, ninguém pode pegar essa doença.”

Por fim, a cantora afirmou que faz constantes testes para verificar se contraiu ou não Covid-19 e que irá mostrar para àqueles que a criticam. “Vivo fazendo testes. Vou juntar todos os meus testes e mostrar para vocês. Mesmo que eu não tenha, eu tenho que usar máscara para me proteger. E eu sempre uso máscara. Pelo amor de Deus não venha com mimimi. Não sou uma pessoa irresponsável.”

Além da coroação, a agremiação também definiu o samba enredo do Carnaval 2021, que ainda não tem data definida para ocorrer. No final de julho, o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), anunciou o adiamento do Carnaval 2021 por causa da pandemia do novo coronavírus. A data oficial será, segundo Covas, definida em conjunto com as escolas de samba e com outras cidades paulistas que também organizam os eventos. A Liga propôs ao governo que o evento acontecesse em maio.

No Carnaval deste ano, Simony se envolveu em uma polêmica ao ter o seio apalpado, ao vivo, sem consentimento, por Dudu Camargo, 21, durante uma transmissão da Rede TV!. Na ocasião, ela disse que processaria o apresentador. “Me deixou tão passada que não consegui tomar uma atitude”, afirmou ela.