Depois de furarem o isolamento social e promoverem uma festa de boas-vindas para Mari Gonzalez ao sair do BBB 20, Gabriela Pugliesi e o marido, Erasmo Viana, tiveram problemas com repercussão negativa e desativaram o Instagram.

Porém, na tarde desta quarta-feira (6), o modelo reativou a conta dele que conta com mais de 1,4 milhão de seguidores. A conta dele, porém, fica fechada. A conta da influenciadora segue desativada dez dias após todos os problemas.

Foto: Reprodução/Instagram

Com 4,4 milhões de seguidores, Pugliesi recebeu uma enxurrada de críticas de anônimos e famosos por promover uma reunião entre amigos em meio à pandemia do novo coronavírus. A ex-BBB Mari Gonzalez era uma das convidadas. Após a grande repercussão negativa, ela chegou a pedir desculpas e declarou estar arrependida. Ela também desativou a sua conta no Instagram.

Pugliesi pode ter tido prejuízo de R$ 3 milhões com as quebras de contratos publicitários ao promover a festa no dia 25 de abril. A estimativa é resultado de um levantamento realizado pela empresa BRUNCH, agência full service que gerencia a carreira de influenciadores digitais a pedido da revista Forbes.

Ainda segundo a empresa, as quebras de contrato podem configurar, inclusive, pagamento de multas. A influenciadora perdeu mais de cinco contratos publicitários, com marcas como Grupo Hope, Mais Pura, Desinchá, Liv Up e Fazendo Futuro. A Kopenhagen declarou não concordar com a postura de Pugliesi e informou que o contrato com ela era pontual e foi encerrado em março, sem intenção de renovação.

Vale lembrar que ela confirmou que contraiu o novo coronavírus em março, após a festa de casamento de sua irmã na Bahia. Vários convidados apresentaram sintomas depois do evento, inclusive a cantora Preta Gil, 45, e a influenciadora Shantal Verdelho e seu filho, Filippo, de apenas um ano.