Madonna, 61, participou de uma manifestação antirracista que aconteceu neste sábado (6) em Londres. Mãe de seis filhos, quatro deles negros, a diva pop fez questão de comparecer ao ato. “Protesto pacífico com a família no Reino Unido: marchamos do Parlamento para a 10 Downing Street. Foi uma honra para todos nós estar lá !! Importante para os meus filhos estar lá!”, postou em suas redes sociais imagens da manifestação.

Mesmo usando muletas por estar se recuperando de uma cirurgia que fez no joelho em maio, fotos e vídeos da marcha mostram a artista gritando “sem justiça, sem paz” enquanto andava em meio à multidão. O ato foi motivado pela morte de George Floyd, enquanto estava sob custódia policial nos Estados Unidos, dia 25 de maio.

Madonna foi muito tietada e uma fã a abraçou, contrariando as recomendações da OMS (Organização Mundial de Saúde) no combate ao coronavírus que indica distanciamento social. Ela tranquilizou a jovem dizendo: “Eu tenho os anticorpos, não se preocupe com isso”. Em maio, a estrela contou ter testado positivo para a Covid-19, depois de ficar doente sete semanas antes, em Paris, onde teve que cancelar dois shows.

No Brasil, uma das manifestações antirracistas com o maior número de participantes aconteceu neste domingo (7), em São Paulo. Uma das celebridades presentes ao movimento Mano Brown, 50, vocalista dos Racionais MC’s, usava máscara e estava acompanhado dos rappers Thaíde, 52 e Dexter, 46.