Passando o período de isolamento social por conta da pandemia do novo coronavírus em seu sítio em Itu, no interior de São Paulo, Carlos Alberto de Nóbrega, 84 anos, disse em uma entrevista para o site Notícias da TV que está muito triste por estar afastado do trabalho e longe da família. “Eu não paro de chorar. É muita saudade dos meus filhos. É horrível”, contou ele.

 

 

Ao desabafar sobre o que tem feito para ficar próximo dos familiares, o apresentador foi às lágrimas: “Vou até a casa do Marcelo [de Nóbrega] e fico dentro do carro na rua. Ele traz as crianças até a porta. Ele fica na porta, porque até a rua tem uns metros. Ele fica lá e eu fico vendo meus netinhos. Sofro muito”, lamentou.

O que tem ajudado o veterano a ficar mais próximo dos entres queridos é a tecnologia. Ele disse que tem feito chamadas de vídeo com a filha Maria Fernanda Nóbrega, fruto de seu casamento com Andréa Nóbrega. “Me aperfeiçoei nisso agora”, contou ele, que antes da pandemia não era adepto de aplicativos tecnológicos.

Para ler a matéria completa no site da IstoÉ, clique aqui.