Leo Dias, 45, concedeu uma entrevista ao canal do atleta Rica Perrone no YouTube, na qual comentou sua briga com a cantora Anitta, chamando-a de “vagabunda” e autointitulando-se um “gay machista”. Durante a conversa, ele explicou seu lado da briga, e disse que ter exposto as conversas com a cantora não o prejudicou; mas que, se depender dele, não há nenhuma chance de reatar a amizade com ela.

“Fui usado por uma vagabunda funkeira e carioca. Vagabunda! Eu não falo no sentido sexual. Eu falo vagabunda no
sentido ético. Vagabunda no sentido sexual eu acho até interessante”, afirmou ele, dizendo que Anitta já pediu para
que um amigo dele chamasse um terceiro homem para sua relação sexual. Ele então questiona Perrone se ele ficaria
com uma mulher que faz sexo à três, e ele respondeu que “não”, pois era machista. “Eu sou um gay machista”, retrucou Dias.

Anitta e Leo – Redes sociais

Procurada pelo F5 por meio de sua assessoria de imprensa, Anitta não se pronunciou até o momento sobre as
declarações de Leo Dias.

O jornalista disse disse ainda que Anitta não emplaca sucessos há muito tempo e que, na opinião dele, não é mais a
cantora de maior sucesso no país. E revelou outras informações, como a de que quando noticiou a briga entre Anitta e Ludmilla, as duas pediram para que ele não divulgasse a informação.

Dentre outras acusações, Leo Dias disse também que Anitta queria atrapalhar a vida da Marina Ruy Barbosa por um
único motivo: “maldade”. “Ela concorre com a Marina Ruy Barbosa como garota propaganda da Renault, e ela não tem o maior salário. Isso gera uma inveja na Anitta'”, disse.

Em outra parte da entrevista, ele falou sobre sua luta contra a dependência química, dizendo que a pandemia piorou
seu problema com as drogas “Não sou vítima de nada, sou o causador de tud o”, ressaltou. “Eu [sei que] contribuo com o crime organizado; […] o traficante vem de carrão aqui. Aliás, o traficante e o policial que vêm aqui”, assumiu.

Por fim, no quadro “Um Ou Outro”, Dias revelou que, se houvesse uma eleição presidencial hoje em dia, ele escolheria votar em Jair Bolsonaro, caso o presidente estivesse disputando com Fernando Haddad. Disse também que “Felipe Neto é a versão masculina de Anitta”, porque é estrategista.