A atriz Kéfera Buchmann foi levada à Justiça por uma ex-funcionária que decidiu processá-la e pedir o valor de R$ 80 mil após suposta quebra de contrato empregatício. De acordo com a colunista Fábia Oliveira, do jornal O Dia, a mulher atuava como administradora das redes sociais de Kéfera.

 

 

Conforme a jornalista, Karoline Domingues de Oliveira diz ter sido contratada pela atriz em janeiro de 2015. Em junho de 2019, porém, ela foi dispensada, mas não teria recebido anotações na carteira de trabalho nas quais comprovavam que ela recebia R$ 1,5 mil por mês.

A mulher alega ter sido demitida “sem motivo”, e diz não ter tido direito ao FGTS, aviso prévio, saldo de salário, vale transporte, cesta básica e férias proporcionais.

Leia a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B.