Igor Cosso, 29, que interpreta Junior em “Salve-se Quem Puder” (Globo), disse que, ao iniciar a sua carreira na televisão, escutou que “não seria bom um ator gay se assumir”. Em entrevista ao canal Transdiário no YouTube, ele falou sobre a resistência e o preconceito que existem contra artistas assumidamente homossexuais.

“Conheci vários atores gays famosos. Eu conversava sobre isso com eles, e entendia o medo deles, porque as próprias pessoas grandes do mercado falavam que não seria bom um ator gay se assumir”, afirmou.

Cosso comentou também que muitos temem pela possível reação dos telespectadores. “Dizem que se eles [os atores] saírem [do armário], a dona de casa, que assiste a novela, não ia mais acreditar no personagem e não seria mais interessante para a novela. E você sendo um ator que ama sua profissão e quer trabalhar, na hora você deixa de ser quem você é”, afirmou.

 

 

O ator lembrou ainda de quando foi para Marrocos, gravar uma novela da Record. “Fiquei lá dois meses. E eu lembro que estava em uma reunião e alguém comentou sobre as regras da viagem: ‘Lá é proibido ser gay’. Na hora eu pensei, então eu não posso entrar”.

Cosso volta ao ar em março, com o retorno de “Salve-se Quem Puder”. Em junho do ano passado, o ator falou abertamente sobre sua orientação sexual. Ele decidiu sair do armário após publicar uma imagem de dois homens se beijando para homenagear o mês do orgulho LGBTQIA+ e receber comentários ofensivos de alguns de seus seguidores no Instagram.

Momentos depois, ele resolveu postar uma foto na mesma rede social com o namorado. “Já que e pra perder seguidores, uma foto minha mais clara e bonita de amor”, escreveu na legenda. “Obrigado pelas energias boas! Sejamos felizes e orgulhosos de nós mesmos, sempre!”