Reprodução

Em coluna no jornal ‘Folha de S. Paulo’, publicada no sábado (13), Luciano Huck lamentou os candidatos que chegaram ao segundo turno das eleições presidenciais. Apesar de salientar que não compactua com o “modo de pensar e de operar do PT”, representado por Fernando Haddad, o apresentador do Caldeirão fez críticas ferrenhas ao candidato do PSL, Jair Bolsonaro: “Um postulante ao cargo máximo da República definitivamente não pode pensar e muito menos dizer o que ele já disse ao longo dos seus 27 anos de vida pública”.

Huck inicia o texto comemorando a “renovação legislativa”, que teve 61% das vagas do Senado e 50% da Câmara dos Deputados renovadas. “Boa parte da velha e apodrecida política aposentada pelas urnas”, escreveu.

Para ler a matéria completa na Folha de São Paulo clique aqui.