Após ganhar ação trabalhista, a apresentadora Juliana Veiga conseguiu triplicar indenização paga pela ESPN em segunda instância por dano moral, depois de apresentar uma fala de Alê Oliveira como prova de que passou por constrangimento quando trabalhava na emissora. Na 74ª Vara do Trabalho de São Paulo, o resultado da ação movida por Juliana saltou de R$ 10 mil para R$ 30 mil. A informação foi divulgada pela site “UOL”. As informações são do MSN.

© Fornecido por LANCE! Juliana Veiga foi apresentadora dos canais ESPN (Foto: Reprodução/Facebook)

 

A decisão, que saiu em dezembro de 2020, foi tomada a partir de dois pontos. O primeiro foi a evidência de constrangimento, que inclui uma fala de Alê Oliveira no programa “Bate Bola Debate”, em 2016.

Para ler a matéria completa no MSN clique aqui.