William Bonner é grosseiro e Fátima Bernardes, mal-agradecida. Quem faz as afirmações contra o âncora do “Jornal Nacional” e a apresentadora do “Encontro” é Léa Silva, a tia Léa, do Vidigal, que já foi cozinheira do antigo casal.

 

Foto: montagem Reprodução/Instagram/TV Globo

 

Em live no Instagram, Léa diz que as lágrimas da jornalista ao ouvir o desabafo de Mirtes Renata Souza, mãe do garoto Miguel, que morreu após ser deixado sozinho no elevador pela patroa da mãe, Sarí Corte Real, soaram “falsas”.

“Vendo a Fátima entrevistar a mãe do Miguel, a vi chorando, fazendo caras e bocas… Fiquei aqui pensando: será que ela lembra que eu, que era cozinheira dela, salvei o filho dela de ser queimado? Acho que ela não lembra. A menina é doméstica igual a mim. Podia ter deixado o garoto se queimar todo”, afirmou.

Para ler a matéria completa no site da Catraca Livre, clique aqui.