Clara Aguiar, 32, a terceira colocada da 14ª edição do Big Brother Brasil, revelou em uma entrevista ao programa Conversa com Bial (Globo) que recebe “pedidos exóticos” de seus clientes nas redes sociais. A ex-BBB, que há algum tempo virou “camgirl” (mulher que grava vídeos sensuais para terceiros, como forma de arrecadação de renda), diz que tem sido procurada para servir de companhia, mais do que para o show sensual que faz na internet.

“Agora na quarentena tem gente que está pagando para ter companhia até na hora de comer; para almoçar e jantar junto […] Tem uns que perguntam: ‘Tudo bem se eu pedir uma pizza e a gente ficar só conversando?'”, disse ela no programa que foi ao ar na madrugada desta quinta-feira (4).

Foto: Reprodução/Instagram

“Tem muito cliente que entra para ficar falando sobre o coronavírus, sobre o que está fazendo na quarentena, quais livros está lendo e quais os filmes que está assistindo”, continuou. “Tem um cliente que passa a noite inteira comigo. Ele gosta de me ver dormir e paga só para me ver dormindo”.

Ela ainda revelou que um outro cliente seu tem fetiche por seu pé, e que costuma direcionar a câmera para ele enquanto assiste a um filme e “fico lá enquanto o dinheiro vai entrando”.

Outros clientes, ela diz, apenas procuram por companhia. “Muita gente pensa que ‘camgirl’ é só para tirar a roupa e tal, mas eu sempre digo que uma ‘camgirl’ de sucesso faz mais dinheiro com roupa do que sem, porque acabamos fazendo papel de psicóloga e amiga”.