Durante entrevista para divulgar a sua biografia, Xuxa Meneghel deu detalhes sobre a produção do livro e alertou também sobre as queimadas que estão acontecendo na Amazônia. A rainha recebeu a notícia ao vivo de que mesmo antes da estreia oficial de sua biografia autorizada, o registro já ganhou o Livro de Ouro apenas com as pré-vendas. Além de divulgar o seu novo projeto, Xuxa não deixou de falar sobre o veganismo e a importância do ativismo animal e afirmou que “os humanos pagam para matar os animais” e que com isso a sociedade está sustentando a indústria agropecuária.

 

 

A apresentadora fez questão de ressaltar que além das melhores para a vida a dois, o seu corpo desinchou e a qualidade da pele melhorou. “A gente não precisa ingerir proteína animal. Se o boi come a proteína que vem do verde, vamos direto para a fonte que a gente tira as toxinas, os antibióticos, os hormônios e também o sofrimento deles”, disse. Xuxa bateu muito na tecla do quanto é importante perder o hábito de consumir carne animal. “Os humanos pagam para matar os animais” e que com isso “a sociedade está sustentando a indústria agropecuária”, revelou.

A estrela do Dancing Brasil deu detalhes ainda sobre a sua vida sexual com o esposo, Junno Andrade – que acompanhava ao lado da mãe de Saha a pergunta constrangedora. Antes de falar sobre a sua relação sexual, a loira caiu na gargalhada mas não fugiu da raia. “Se já era bom antes, agora a gente entrou no paraíso, porque o negócio é muito bom. Vamos falar claro com as pessoas: tudo melhora, sério. Eu já tinha muita vitalidade, dobrou. Três, quatro horas (da manhã) e a gente querendo. Mas é que tudo melhora. A gente acabou de fazer exame de sangue agora e está tudo muito bom, os hormônios estão melhores. Não é à toa que triatletas estão virando veganos, o Arnold Schwarzenegger também é”, disse.

Para ler a matéria completa do colunista Léo Dias no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.