O cantor Dinho Ouro Preto contraiu covid-19 no final de março, e revelou em uma live musical na sexta-feira, 12, que teve um edema em suas cordas vocais devido à doença. A condição, um tipo de inchaço, acabou afetando a voz do vocalista da banda Capital Inicial.

“Eu estou fazendo fonoaudiologia. Estou um pouco rouco, estou assim desde a covid-19. Fiquei com um edema nas minhas cordas vocais e estou fazendo exercícios diários. Foi dito para eu falar menos e cantar mais, o que é difícil para mim porque eu falo pra caraca”, comentou o cantor em uma entrevista enquanto participava de uma live da Radio Rock, junto com a cantora Zélia Duncan.

Foto: Reprodução/Instagram

Dinho destacou que teve várias doenças ao longo da vida, como dengue, gripe suína e uma infecção hospitalar, mas a doença causada pelo novo coronavírus foi a mais forte que ele já pegou. “Não é uma brincadeira, é sério. Foi horrível”, alertou o cantor.

O cantor teve febre, dores no corpo e calafrio durante duas semanas, mas não precisou ser hospitalizado. Ele também comentou que após se curar tentou voltar a correr, mas sua resistência física ainda está muito baixa.