Segundo informações enviadas a este colunista, o jogador Luís Fabiano está sendo acusado de ter comprado um Porsche avaliado em R$ 490 mil usando cheques sem fundo. O dono do automóvel, que prefere não se identificar, acionou a Justiça, que bloqueou a conta bancária da empresa do jogador. Já foram pagos R$ 222 mil, restando ainda R$ 268 mil para a quitação. O jogador afirma que, na verdade, foi vítima de um golpe

(Foto: Reprodução)

 

Em entrevista à coluna Leo Dias, o dono do veículo garante que a venda do carro se deu em fevereiro de 2019 e que toda negociação foi feita diretamente com o empresário do jogador, pessoa a qual ele confiava, pois, segundo ele, conhecia há anos. Na transação, o craque teria dado, como pagamento, 5 cheques no valor de R$ 76 mil, um carro avaliado em R$ 70 mil, além do valor de R$ 35 mil, que seriam depositados na conta da parte que faria a venda. No entanto, ainda segundo o proprietário, apenas 2 cheques foram compensados e o dinheiro nunca foi transferido.

Para ler a matéria completa no Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.