Alvo de uma campanha com a hashtag “Caetano Pedófilo” nas redes sociais, Caetano Veloso ganhou o direito de ser indenizado em R$ 120 mil.

Foto: Reprodução Instagram

 

Segundo o jornal “O Globo”, a 9ª Câmara Cível do Rio de Janeiro determinou que o criador do movimento pague o valor.

Os desembargadores entenderam que com o movimento para que internautas praticassem “assédio virtual”, Flávio Azambuja Martins “agiu de forma perversa, causando um dano de extensão inimaginável”.

Para ler a matéria completa no MSN clique aqui.