A atriz e atualmente educadora parental Carolinie Figueiredo, 31, resolveu revelar a todos os seus seguidores que sofreu um estupro na adolescência. Segundo ela, o trauma perdura até os dias de hoje.

“Há um ano compreendi que a maneira que perdi minha virgindade foi um estupro. Foram 15 anos elaborando essa história. Estamos completamente distantes das fronteiras seguras dos nossos corpos. Precisamos nos fortalecer para que tenhamos estrutura psíquica e emocional para dar conta das nossas histórias”, escreveu ela em mensagem publicada nos Stories do Instagram.

A atriz pontuou que, como orientadora de mulheres, é preciso ficar atenta a todos e a tudo. De acordo com ela, o estupro tem consequências físicas, mentais e emocionais.

 

Carolinie Figueiredo sobre perda da virgindade: ‘Foi um estupro’. Foto: Reprodução/Instagram

 

“Uma mulher tão linda quanto machucada em suas feridas de autoestima e autovalor. O patriarcado nos adoece, machuca e violenta nossos corpos. Os homens, vetores diretos dessa opressão, não têm ideia de como esses assuntos de violência machucam. Mulheres: vamos precisar endurecer nossos discursos e criar uma barreira para proteção dos nossos corpos, dos nossos direitos”, disse.

A artista ainda pediu um basta na violência contra a mulher e explicou que se sensibiliza com a causa de todas outras mulheres que, por não terem o mesmo holofote, podem sofrer caladas.

“Chega de tanta violência e negligência com o nosso sentir. Eu sinto no meu corpo esses atravessamentos. Eu choro por todas nós, por nossa ancestralidade, por todas que não puderam se posicionar”, contou.

Carolinie tem dois filhos: Bruna, 8, e Théo, 6, frutos de sua relação com o ator Guga Coelho. Uma das personagens mais famosas da atriz foi a Domingas no folhetim “Malhação”, de 2007 a 2009. Em 2013, após atuar na novela “Sangue Bom”, voltou a interpretar Domingas na trama infantojuvenil com uma participação especial.