O cantor Paulo César Santos, o Paulinho do grupo Roupa Nova, ganhará um tributo da própria filha, a cantora Twigg, na próxima quinta-feira (14), data em que se completa um mês da morte do artista. Segundo ela, todos os protocolos serão tomados e o uso de máscaras será obrigatório.

A artista diz que o show será feito em um quiosque da praia do Recreio dos Bandeirantes, na zona oeste do Rio. “Como o velório e a missa de sétimo dia tiveram que ser fechados ao público por causa da Covid, quis fazer esse show pelo meu pai e pelos fãs dele. O evento vai ser a partir das cinco da tarde porque quero pegar o pôr do sol. Vou cantar músicas que meu pai cantou, músicas que me lembram ele”, disse Twigg à Revista Quem.

Foto: Reprodução/Instagram

O cantor Paulinho, em setembro de 2020, foi hospitalizado no Complexo Hospitalar de Niterói, no Rio de Janeiro, devido a complicações da Covid-19. Ele também passou por uma cirurgia de transplante de medula óssea para tratar um linfoma.

“As luzes do palco se apagaram. Infelizmente o nosso querido Paulinho não resistiu. Acabamos de receber a notícia que ele veio a falecer de falência múltipla de órgãos após ser acometido pela Covid-19. Paciente decorrente de outras comorbidades, entre elas um transplante de medula óssea devido a um linfoma. Ele teve uma parada cardiorrespiratória hoje, que levou à parada dos órgãos. Nossos sinceros agradecimentos a todos que oraram e pediram por ele”, escreveu a equipe da banda nas redes sociais do Roupa Nova.

Diversos nomes conhecidos da classe artística usaram as redes sociais para homenagear o cantor e compositor do grupo Roupa Nova. Entre as publicações e lamentação, que tomaram conta da internet, alguns famosos optaram por cantar músicas da banda como uma maneira de prestigiar Paulinho, conhecido por fazer parte da formação original do grupo desde os anos 1970. Dentre eles Sandy, 37, e o marido Lucas Lima, 38, o apresentador e ator Rodrigo Faro, 47, Luan Santana, 29, e Mumuzinho, 37.

Paulinho faz parte da formação original da banda, nos anos 1970, então chamada Os Famks. O conjunto só passou a se chamar Roupa Nova anos depois, ao assinar contrato com a Polygram. Completam o grupo os artistas Serginho Herval, Nando, Cleberson Horsth, Ricardo Feghali e Kiko, que fizeram sucesso com músicas como “Whisky-a-Go-Go”, “Linda Demais”, “Dona” e “A Viagem”.