O cantor Biel, 24, foi acusado de apropriação cultural e racismo nesta terça-feira (9), após adotar um penteado tradicional da cultura afro, as tranças nagô. “Oi! Fiquei malando com esse cabelo, filho. [Se] olhar com cara fechada, parece até que é o que? Bandido”, declarou o cantor em seu Instagram Stories.

Logo em seguida, Biel recebeu uma série de críticas, inclusive de personalidades influentes da internet. “O cara foi cancelado 300 vezes, mas parece que não aprende a lição”, escreveu o youtuber Felipe Castanhari em seu perfil.

Foto: Reprodução/Instagram

Biel foi acusado de assédio em 2016 por uma jornalista do portal iG, após chamá-la, durante uma entrevista, de “gostosinha”. Além disso, ele disse que a “quebraria no meio”.

Em 2018, depois de se mudar para os Estados Unidos, o cantor foi acusado pela ex-mulher Duda Castro de violência doméstica. Atualmente ele vive no interior de São Paulo.