Lily James, que vive a protagonista de “Rebecca – A Mulher Inesquecível”, declarou que o papel a impactou tanto que, mesmo depois de terminadas as filmagens, ela sofria pequenos ataques de pânico.

O filme, que estreou no Netflix na quarta-feira (21), é baseado em livro homônimo de Daphne du Maurier e já foi adaptado para o cinema em 1940 por Alfred Hitchcock. A britânica de 31 anos falou da experiência de fazer a nova adaptação em uma masterclass na 4ª edição do Festival de Macau.

Foto: Reprodução/Instagram

“Foi muito difícil sair de uma personagem que é constantemente intimidada e psicologicamente manipulada, a ponto de questionar a própria sanidade mental. Mesmo depois de terminadas as filmagens, continuei a ter palpitações, a sofrer pequenos ataques de pânico. Não conseguia me livrar dos tormentos dela”, disse Lily James.

“Todos os papéis que interpretamos têm um impacto em nós, em diferentes níveis. Sempre me senti atraída por grandes personagens da literatura, como a Natasha Rostova, que interpretei em “Guerra e paz”, minissérie inspirada no romance de Liev Tostói, e a Elizabeth Bennet de “Orgulho e preconceito e zumbies” (releitura da obra de Jane Austen), e não foi diferente com Rebecca”, contou em Macau.

O novo filme, dirigido por Ben Wheatley, tem James como Mrs. De Winter, uma jovem uma jovem mulher que se casa com um aristocrata mais velho (Armie Hammer), mas fica à sombra de sua falecida esposa, Rebecca.

À Reuters, James disse que o romance está repleto de temas, incluindo a “obsessão e ciúme, o patriarcado”. A atriz disse, ainda que o filme tem ‘tudo de um romance de suspense de terror gótico, comercial e muito viciante’.