(Foto: Reprodução/Instagram)
 A atriz Olivia Munn falou sobre a polêmica envolvendo um ator com quem contracenou no filme O Predador. Em entrevista ao ‘The Hollywood Reporter’, ela revela que enfrentou muitas dificuldades quando contou à Fox, produtora do filme, sobre os crimes sexuais cometidos por Steven Wilder Striegel no passado. “Honestamente, é desanimador ter que lutar tanto por algo que é tão óbvio para mim. Eu não sei por que isso tem que ser uma luta tão difícil. Foi muito importante para mim ter essa cena deletada”, declarou.
Steven Wilder Striegel. (Foto: Paul Archuleta/FilmMagic)

A atriz disse que descobriu o histórico do ator no cadastro nacional de criminosos sexuais dos Estados Unidos e alertou a Fox em agosto deste ano. Como consequência, a produtora retirou uma cena do novo filme em que Striegel aparece, que estreia no dia 13 de setembro, nos Estados Unidos. Ainda segundo o site, os executivos da Fox não sabiam do histórico do ator quando o contrataram para compor o elenco do filme.

Em 2010, Steven Wilder Striegel foi declarado culpado por dois crimes sexuais: oferecer risco de ferir uma criança e seduzir uma menor de idade pela internet. Ele ficou preso por seis meses.

No Twitter, a atriz se pronunciou sobre o motivo de ainda estar promovendo o filme: “Sou obrigada contratualmente. E pelo que estou vivendo, eu acho que eles preferem que eu não apareça. Faria todos respirarem melhor. Além disso, eu trabalhei duro nesse filme, assim como o restante do elenco e equipe. Agora que a cena foi deletada, eu acho que o público vai amar”.