O SBT anunciou na tarde desta quarta (7) que não renovou os contratos de Lívia Andrade, Leão Lobo e Mamma Bruschetta, aumentando a lista de artistas que deixaram a emissora de Silvio Santos nas últimas semanas.

Segundo comunicado encaminhado pela assessoria de comunicação do canal, a decisão aconteceu em comum acordo. “Os apresentadores faziam parte do time da emissora e, a partir desta data, seguem por outros rumos profissionais.”

O SBT passa por uma crise financeira por causa da pandemia do novo coronavírus e pela aquisição dos direitos de transmissão da Copa Libertadores da América. As demissões começaram em setembro, quando os jornalistas Rachel Sheherazade, 47, e Roberto Cabrini, 59, não tiveram os seus contratos renovados.

Em vídeo publicado no YouTube, Sheherazade revelou que o SBT a informou via email que ela não precisaria mais ir até a emissora. A apresentadora teria contrato até o próximo dia 31 de outubro, mas sua última aparição acabou sendo ainda em setembro.

Foto: Reprodução/Instagram

No mesmo mês, a emissora decidiu dispensar todo o elenco da segunda fase da novela “As Aventuras de Poliana”. A intenção, segundo o canal, é que todos sejam recontratados na volta das gravações da novela escrita por Iris Abravanel.

No último sábado (3), o anúncio da saída de Maisa Silva, 18, provocou comoção, já que a apresentadora estava há 13 anos no SBT e era um dos principais nomes do canal. De acordo com a emissora, o desejo de não seguir na empresa foi dela.

Os cortes também atingem as equipes atrás das câmeras. O F5, da Folha de S.Paulo, apurou que boa parte das equipes de produção dos programas Raul Gil e do Topa ou Não Topa, comandado por Patricia Abravanel, será demitida.

Apesar das demissões, tanto o apresentador Raul Gil quanto a filha do patrão permanecem no quadro de funcionários. Porém, seus respectivos programas, que já seguem em formato de reprise, só vão voltar a ser gravados em 2021.

Nesta terça (6), a emissora também anunciou que o programa Esquadrão da Moda vai sair do ar e só voltará a ser gravado no ano que vem, após a chegada da vacina contra a Covid-19. Questionado sobre o contrato com os apresentadores Isabella Fiorentino e Arlindo Grund, o SBT afirmou apenas que eles “voltarão para a temporada de 2021”

FIM DO ALARMA TV

Na madruga de segunda (5), o SBT tirou do ar o programa Alarma TV, noticiário sensacionalista que era exibido nas madrugadas do canal.

Realizado por uma TV americana em espanhol, o telejornal é conhecido por divulgar vídeos violentos e bizarros que circulam na internet.

Segundo o Notícias da TV, o cancelamento da atração foi uma estratégia do SBT para melhorar a sua imagem e conseguir firmar uma parceria com a CNN Brasil. Ainda de acordo com o site, as duas empresas estudam unir os seus departamentos de jornalismo. Procuradas pelo F5, as emissoras não confirmam a parceria.

Além do cancelamento do Alarma TV, desde quinta (1º), o apresentador Marcão do Povo não apresenta o programa Primeiro Impacto. O afastamento dele também seria parte da estratégia do SBT para fechar a parceria com a CNN Brasil, segundo o Notícias da TV.

Ao F5, a assessoria de imprensa do canal disse que ele está de licença e volta na próxima semana. Não foram divulgados detalhes sobre o motivo da licença.