A Record TV e Luiz Bacci, âncora do “Cidade Alerta”, foram condenados a pagar indenização de R$ 30 mil por danos morais pela 2ª Vara Cível do Tribunal de Justiça. Durante o programa, o apresentador acusou um homem de cometer homicídio qualificado em abril. No entanto, ele não tinha envolvimento com o caso transmitido no ar.

(Foto: Reprodução)

 

De acordo com informação do site “Observatório da Televisão”, Gessi Marcos Ribeiro dos Santos foi apontado como terceiro suspeito de um crime cometido por seu sobrinho. Nos autos, o homem alegou que, após a divulgação da matéria, virou alvo de uma “caçada” nas redes sociais de pessoas que acreditam que ele era um criminoso. Devido à exposição, ele precisou apagar os perfis e se isolar.

Para a juíza de direito Beatriz Sylvia Straube de Almeida Prado Costa, o Cidade Alerta, Luiz Bacci e a Record ultrapassaram a liberdade de imprensa protegida por lei, ofendendo a dignidade e a honra do homem.

Para ler a matéria completa no MSN clique aqui.