Para Anitta, 27, tudo que vier agora é lucro. A cantora que começou a carreira há dez anos e hoje é considerada uma das maiores artistas brasileiras reconhecidas internacionalmente, lança nesta sexta-feira (18) mais um trabalho do seu novo momento, que segundo ela, é de diversão e puro prazer.

A faixa “Me Gusta” em parceria com Cardi B e Mykle Towers, encabeça o segundo single da cantora carioca que promete lançar seu quinto álbum da carreira até o fim desse ano. “Essa é a primeira vez que eu faço um lançamento com um apoio de verdade”, conta ela em entrevista coletiva via Zoom.

Dirigido por Daniel Russell, o videoclipe foi gravado no início deste ano em Salvador -sem contar com a parte de Cardi B, que gravou remotamente por conta da pandemia-, o lançamento além de trazer parcerias internacionais de peso, também busca dar atenção à cultura afro-brasileira, mensagem esta que Anitta diz ter pensado com muito carinho e cuidado para passar ao público.

 

 

“Fizemos tudo com muito cuidado para mandar uma mensagem de representatividade. A escolha de Salvador veio das cores da cidade e da alegria que ela passa. Pensei logo na Bahia e no ritmo do coletivo feminino de percussão Didá (que é composto apenas por mulheres e tem um trabalho social reconhecido na região). Imaginei um clipe que exaltasse a mulher e também a cultura brasileira.”

No ano passado Anitta decidiu abandonar o posto de empresária da própria carreira para focar somente em seu trabalho como artista. Ela conta que esta foi a melhor escolha que poderia ter feito. “Estava muito exausta, não aguentava mais fazer tudo desde aprovação a negociação de uma música. Eu parei e falei: Chega. Quero dormir direitinho, me alimentar, fazer as minhas coisas. O trabalho virou um prazer”, explica.

Em abril de 2019 com seu 4º álbum “Kisses”, Anitta deixou de ter o “comando” da própria carreira e desde então vem se desvencilhando cada vez mais das decisões burocráticas -“Me Gusta” é o primeiro trabalho da artista com a Warner Records e Warner Music Brasil. “Hoje em dia quem é responsável pela minha carreira aqui no Brasil é o meu irmão, ele cuida de tudo. E lá fora, o meu manager [empresário]. Estou por fora de todas as estratégias e estou adorando.”

À reportagem, Anitta diz que a ideia de se aposentar em breve continua de pé. “Quando tiver uns 30 e poucos anos quero ser mãe, parar um pouco. Aí se eu quiser voltar depois, em outro momento, eu volto sem problemas”, responde a cantora através de uma videochamada.

A voz de “Vai Malandra” explica que hoje em dia tem um olhar com mais compaixão para si mesma e procura reconhecer seus créditos pela carreira internacional e também nacional. “Já cumpri meu papel, realizei muita coisa.

Teve um tempo que andei lendo muito sobre o que as pessoas falavam de mim na internet e isso estava me deixando muito triste. Aí eu resolvi parar e prestar atenção nas coisas que eu fiz”, explica. “Não significa que sou desumilde nem nada, é só reconhecer as coisas que eu fiz.”

Anitta se apresentaria no festival internacional Coachella neste ano, mas, devido à pandemia do novo coronavírus, a apresentação precisou ser cancelada -assim como outros planos da cantora. “Toda parte musical o Coachella já estava pronta. Agora as coisas estão começando a voltar e estou muito feliz com isso”, conta a funkeira, que não pretende fazer show estilo drive-in. “Não é algo que me apetece”, completa.

Com próximo lançamento já engatilhado, a música “Girl From Rio” -que possivelmente será o título do seu próximo álbum de estúdio- não terá parcerias, sendo então um trabalho solo. “Ela é muito pessoal e por isso achei que não caberia nenhum feat.”