Os jornalistas Ana Paula Renault, 38, e Britto Jr., 57, trocaram farpas nas redes sociais nesta quarta-feira (5), após ele comentar um post sobre ela e dizer que “quem aceita participar desse tipo de reality -se referindo ao A Fazenda- não tem que reclamar de ofensas e palavrões depois”.

A polêmica teve início após Ana Paula, que participou do BBB (Globo) e de A Fazenda (Record), falar sobre o processo que move contra os ex-colegas de confinamento Evandro Santo e Nadja Pessoa. Segundo ela, eles teriam proferido ofensas que chegaram, inclusive, a prejudicar seus contratos de trabalho.

 

Foto: Montagem/Reprodução/Instagram

 

Segundo Ana Paula, o processo foi iniciado em agosto do ano passado, tanto por ofensas sofridas dentro de A Fazenda, como por comentários posteriores, além de, de acordo com ela, os dois terem disseminado notícias falsas e até citado seu pai em alguns ataques.

Foi após uma notícia sobre esse processo que Britto Jr., que já foi apresentador do reality A Fazenda em suas primeiras edições e deixou a Record em 2016, fez seu comentário, dando início às trocas de farpas entre os dois.

“Quem participa de reality show está acima ou abaixo da lei? Vai culpar a vítima por se expor na TV? Com todo o respeito, tentar ressurgir na mídia escorado em preconceito não foi uma boa estratégia. Fim de carreira, hein, colega!”, respondeu Ana Paula.

Britto Jr. então afirmou que não é colega da jornalista, que hoje está na equipe de comentaristas do Triturando (SBT): “Primeiro, não sou seu colega. Segundo, você fala muita besteira. Terceiro, a Justiça está aí pra isso. Quarto, você não aprendeu nada após suas participações. Quinto, olha só quem está falando”.

Ana Paula continuou ainda a polêmica e questionou se Britto Jr. estaria tentando uma vaga para voltar à Fazenda. “Está tentando virar notícia amanhã… Se a Justiça está aí pra isso, acabou de contradizer seu grito de desespero em forma de tuíte. Obrigada por me acompanhar com afinco e pena que você não é amigo de ninguém.”

Após o episódio no Twitter, Ana Paula postou um vídeo comentando o ocorrido no Instagram e afirmou que a fala de Britto Jr. era um exemplo da urgência que tem o processo que ela move contra os ex-colegas. Segundo ela, “as pessoas falar coisas completamente aleatórias, do nada, para ofender, para ferir, para atingir a moral de outros, só para aparecer.”

Já Britto Jr. afirmou, também no Instagram, que todo preconceito deve ser evitado, mas que “não se deve confundir crítica com preconceito”. “Tem gente que faz isso deliberadamente com o intuito de se defender e de atacar. De aparecer. Se toda pessoa criticada por evocar o preconceito como desculpa, o que será dos profissionais de dependem do senso e postura crítica?”, questionou.