A americana Charli D’Amelio, 16, deixou celebridades como Selena Gomez, Ariana Grande e Kylie Jenner comendo poeira. A adolescente é a primeira a alcançar 100 milhões de seguidores no TikTok, rede social chinesa de vídeos curtos que conquistou famosos e anônimos.

(Foto: Reprodução Instagram)

 

A marca foi atingida no domingo (22), apenas um ano e oito meses depois de ela estrear seu perfil na plataforma. Para efeito de comparação, o primeiro canal de YouTube a alcançar o mesmo número de seguidores demorou 14 anos para alcançar o feito. O TikTok existe desde agosto de 2018 (antes, ele era conhecido como Musical.ly).

Charli, que estudou de balé e participou de competições de dança durante dez anos, é filha do empresário Marc D’Amelio (que já chegou a se candidatar ao Senado americano) e da fotógrafa e ex-modelo Heidi D’Amelio. A irmã dela, Dixie D’Amelio, é atriz e cantora. Ela também tem conta no TikTok, mas tem “apenas” 44 milhões de seguidores e está em sétimo lugar do ranking.

A tiktoker se envolveu em uma polêmica recentemente. Ao filmar um jantar em família com um amigo, ela foi acusada de ser mimada por demonstrar repulsa aos frutos do mar de uma paella. Além disso, ela declarou na gravação que estava triste por não ter alcançado 100 milhões de seguidores (na ocasião, ela ainda tinha 95 milhões).

Criticada nas redes sociais, ela teve de gravar um vídeo de desculpas. “Sinto que isso não foi bacana e, se é esta a comunidade em que estou, então não quero”, declarou entre lágrimas. “Acho que foi tudo um mal entendido e que saiu de controle.”

Além do sucesso no TikTok, Charlie e a família lançaram podcast, canais de YouTube e têm contas em diversas redes sociais. Eles também preparam um livro.