As aulas 100% presenciais nas 2,1 mil escolas da rede estadual de ensino do Paraná foram retomadas na manhã desta segunda-feira (7). O retorno envolve cerca de 1 milhão de alunos e 90 mil profissionais da educação, entre professores e funcionários.

Na abertura de portões do Colégio Estadual do Paraná (CEP), considerado o maior e o mais antigo colégio público do estado, foi grande a movimentação de alunos, além de pais ou responsáveis, na manhã desta segunda. (Assista ao vídeo no final)

Aulas presenciais na rede estadual do Paraná são retomadas: 'Felicidade e medo', diz mãe de aluna
Abertura dos portões no primeiro dia de aulas presenciais no Colégio Estadual do Paraná (CEP).
Foto: Eliandro Santana/Banda B.

A retomada acontece após dois anos de ensino em parte presencial, em parte online e ainda em meio à pandemia de covid-19. Situação que gera pode gerar um misto de sentimentos, especialmente nos pais de alunos.

A mãe de uma aluna contou para a reportagem da Banda B, após deixar a filha no local, que acredita ser importante esta volta aos estudos 100% presenciais, especialmente pela saúde mental das crianças.

‘Estava faltando isso, as crianças estavam muito isoladas. Minha filha tem asma e ela continuou a aula online, então, pra ela, foi uma coisa muito difícil. E eu percebi, nesse tempo, que ela ficou deprimida. A depressão das crianças aumentou muito e agora é um misto de felicidade e medo. Apesar de ter vacinado e mesmo assim ser alto grau de transmissão, é importante essa integração de escola e criança. Vai ser bom para todos”,

afirma Luciane Rocha.

Segundo ela, foram providenciados todos os cuidados para que a filha retornasse em segurança para a sala de aula, por ela e pelos colegas de classe. “Ela traz máscara sobrando, álcool em gel, água separada. Se todo mundo fizer isso vai dar certo. O problema é que tem muita gente que está com familiares contaminados e mandam as crianças pra escola”, diz.

A mãe revela que está otimista com esta nova fase aos estudantes. “Vai dar tudo certo, se Deus quiser. Logo acaba tudo isso também, se todo mundo se cuidar a gente consegue acabar.”

Com o retorno das aulas nas escolas da rede públicas do Paraná 100% presenciais, a aula remota (por Meet) vai acontecer apenas na necessidade do eventual fechamento de turmas e/ou escolas. Conforme a Seed, estudantes com comorbidades podem permanecer no ensino remoto (assistindo às aulas disponíveis no canal de YouTube do Aula Paraná, fazendo atividades impressas ou no Google Classroom ou, eventualmente, fazendo meets) até 30 dias após a conclusão do ciclo vacinal.

O secretário de Estado da Educação e do Esporte, Renato Feder, garante que as escolas estão preparadas para o retorno às aulas presenciais, com a adoção de todos os protocolos necessários para evitar o contágio de estudantes, professores e funcionários.

“É uma nova realidade em 2022, com a vacina contra a Covid-19 chegando aos braços dos nossos estudantes. Estamos animados para consolidar os nossos programas educacionais e apoiar todos os alunos paranaenses nesse ano de retomada das aulas totalmente presenciais”,

diz.

A retomada acontece com uma novidade nas escolas de todo o país. A partir deste ano, começa a vigorar o Novo Ensino Médio. De acordo com a programação, as aulas vão até 8 de julho e recomeçam no dia 25. O término, garantindo os 200 dias letivos, será em 20 de dezembro. Estão mantidos para os professores, entre férias e recesso escolar, 60 dias durante o ano de 2022.

Outros nove estados reabriram as escolas nesta segunda-feira (7). Essa é a maior volta às aulas presencial conjunta desde o início da pandemia. Em quatro estados, o retorno às atividades presenciais foi adiado por conta do aumento de casos de cidadãos contaminados. São eles: Paraíba, Piauí, Amazonas e Rio Grande do Norte.

Protocolos de segurança nas escolas públicas

De acordo com a Seed, é obrigatório o uso de máscara de proteção, aferição de temperatura na entrada das escolas, disponibilização de álcool gel em locais de maior circulação de pessoas e orientações à comunidade escolar sobre a higienização frequente das mãos, manutenção dos ambientes de ensino arejados, com janelas e portas abertas durante a maior parte do tempo, além de evitar contato físico (como aperto de mãos, abraços e beijos) e o compartilhamento de objetos pessoais.

A desinfecção constante de equipamentos e materiais destinados ao ensino que sejam compartilhados e das próprias instalações das instituições de ensino também estão entre os procedimentos.

Notificação de casos de Covid-19

As instituições seguem as orientações da última atualização da nota orientativa 03/2021 da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) no caso de notificação por Covid-19 entre estudantes, professores ou funcionários de colégios estaduais.

Os casos confirmados serão afastados e uma avaliação será feita pelo comitê de biossegurança para tomar uma decisão pela eventual suspensão das aulas e em qual nível. Caso o contato tenha se limitado a grupos específicos, será considerado o isolamento de uma sala de aula ou de um grupo de uma sala de aula.

O monitoramento é feito pelos comitês de biossegurança das escolas e informado tanto para a Seed-PR quanto para as vigilâncias sanitárias locais.

Vídeo da volta às aulas no Colégio Estadual do Paraná

Imagens: Eliandro Santana/Banda B.


Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Aulas presenciais na rede estadual são retomadas: ‘Felicidade e medo’, diz mãe de aluna

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.