Iris Alessi sempre gostou de fazer tricô e crochê. Desde criança mostrava talento com agulhas e linhas. Na adolescência, fazia bolsas e cachecóis para presentear as amigas, mas tanto o crochê quanto o tricô ainda eram somente um hobby divertido.

Quando percebeu que estava ganhando mais como professora de tricô do que ganharia como jornalista, a Iris parou de mandar currículos - Foto: Reprodução/Redes Sociais
Quando percebeu que estava ganhando mais como professora de tricô do que ganharia como jornalista, Iris parou de mandar currículos – Foto: Reprodução/Redes Sociais

Profissionalmente, Iris escolheu o jornalismo e atuou durante alguns anos na área. Em um período em que estava procurando emprego como jornalista, decidiu aceitar algumas encomendas de tricô e, junto com as encomendas, vieram pedidos de aulas.

Quando percebeu que estava ganhando mais como professora de tricô do que ganharia como jornalista, Iris parou de mandar currículos e começou a se planejar como uma pequena empresária.

Aliás, ela é super organizada em relação aos ganhos. Guarda tudo o que ganha com aulas e vendas de peças e só usa o dinheiro no começo do mês – depois de calcular o que gastou com transporte e  com material, por exemplo.

Ela também tomou o cuidado de se cadastrar no MEI (Micro Empreendedor Individual), uma decisão que dá segurança para Iris trabalhar mais tranquila.

A jornalista “tricoteira” também se transformou em uma pesquisadora de tendências em tricô fazendo cursos, conhecendo outras profissionais do Brasil e até do exterior… Conhecimentos que passa para as alunas. Eu tive oportunidade de fazer uma aula de tricô com a Iris e realmente me senti mais segura e capaz de fazer uma peça inteira.

Formato-portal-78-1
Junto com as encomendas vieram pedidos de aulas – Foto: Reprodução/Redes Sociais

As dicas da Iris

  • O mais importante para começar a empreender é começar. Não podemos ficar esperando a melhor situação econômica ou ter todos os elementos para iniciar um negócio. Podemos começar hoje em casa e, conforme o trabalho for sendo feito, ir desenvolvendo o negócio. Para quem quer trabalhar com crochê ou tricô, por exemplo, pode começar fazendo encomendas para as pessoas próximas, trabalhando em casa e produzindo com os fios que já têm em estoque.
  • Ter controle dos gastos e rendimentos da sua empresa. Lembrar que você está abrindo uma empresa e que as contas devem ficar separadas. Assim, é possível entender se sua empresa está prosperando ou não. Se tiver dificuldades com isso, acho relevante investir em um curso sobre custos e precificação;
  • Faça tudo com amor e dedicação! Nem tudo são flores no caminho do empreendedor. Aliás, grande parte do caminho é bem difícil e não costumamos mostrar para quem está do lado de fora (e nem precisa). O importante é não desanimar e conquistar seu espaço e clientes todos os dias.

Contatos da Iris:

Instagram: flordeiris_handmade

WhatsApp: (41) 99169-2070

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Jornalista transforma talento para fazer tricô em plano B e muda de vida

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.