O presidente da Associação Comercial do Paraná (ACP) acredita em uma boa perspectiva do comercio para as vendas do fim deste ano. Camilo Turmina disse que mesmo com a pandemia e com os indicadores da economia que ainda mostram resultados negativos no Brasil, ainda há boas oportunidades de negócio para os consumidores. Turmina lembrou em entrevista nesta quarta-feira (11), que a Black Friday, dia que marca a temporada de compras para o Natal e que é realizada neste mês, tem tudo para surpreender as empresas e os clientes em 2020.

“Eu acredito que neste ano, por mais que tenhamos pandemia e todas as dificuldades da economia, certamente, a Black Friday vai surpreender. Afinal de contas está todo mundo ávido para realizar algum sonho de consumo. Nós ficamos muito tempo sem fazer nada, portanto o momento é este. As pessoas terão a oportunidade de comprar bem, por um preço legal que se encaixará no bolso de todos”, afirmou à Banda B.

 

Foto: Agência Brasil

 

Ele afirma que a perspectiva é que as vendas cresçam em até 10%, se comparado com 2019. Isto, segundo Turmina, é resultado do próprio caráter que a Black Friday possui, que é oferecer produtos com muitos descontos nos preços de venda.

“Isto aí veio para ficar. Todo ano tem crescido o número de aquisições e compras. Porque é a realização de sonhos de muitas pessoas que compram aquilo que pensam e querem nesta data. Então, é uma data de descontos. Se a renda está curta, a palavra ‘descontos’ vira música para os ouvidos. É muito bom e faz bem você comprar por menos”, opinou.

Consumo

O presidente também reconheceu que as empresas estão com um certo receio ao ser questionado sobre como que a queda da renda em toda a população poderá afetar no consumo. No entanto, Turmina garante que, mesmo com isto, a oportunidade que a Black Friday, e o fim do ano, oferecem aos consumidores ainda motiva as pessoas a gastarem mais.

“Afinal de contas quando reduz renda, reduz consumo, isto é de imediato. E muitas pessoas, colaboradores de empresas tiveram sua jornada de trabalho reduzida, o contrato suspenso, ou seja, muitos tiveram sua renda cortada. Mas todo mundo está vendendo com prazos maiores e facilitando mais, afinal de contas os juros acabaram caindo. Então, tem coisas boas que estão acontecendo apesar da pandemia”, pontuou.

Pequenos Comerciantes

No fim, o presidente fez um pedido. Segundo Turmina, as empresas também tem necessidade de vender. Portanto, segundo ele, não faz sentido que o consumidor busque uma empresa estrangeira na internet para comprar algo bom e barato.

“Compre perto da sua casa porque todos vão querer vender. Dê uma oportunidade ao seu antigo e tradicional fornecedor, ao invés de fazer um clique além do Oceano e comprar do ‘ali babá’, comprar lá de longe… compra aqui. Pechinche, peça, e compre perto da tua casa. Este é o mês de vendas com boas expectativas e nós acreditamos que teremos um crescimento de vendas em relação ao ano passado mesmo com a pandemia”, concluiu.