A coleção de arranha-céus na orla da praia de Balneário Camboriú, no litoral norte de Santa Catarina, tem previsão de ganhar um novo gigante de mais de 500 metros de altura: o edifício Triumph Tower, quer ostentar o título de maior prédio residencial do mundo.

O projeto ambicioso é da construtora FG Empreendimentos, em parceria com a Havan, do empresário Luciano Hang. De acordo com os responsáveis, o lançamento da construção deverá acontecer no segundo semestre de 2024, mas ainda não há uma data para o início das obras.

O prédio será construído na Barra Sul, com 509 metros de altura e 154 andares. Os números superam a Steinway Tower, em Nova York, apontado como o primeiro lugar atualmente, de acordo com o ranking internacional The Skyscrapper Center, site referência na catalogação internacional dos mais altos edifícios residenciais.

Na lista dos brasileiros, a construção quer desbancar a One Tower, da mesma construtora. Considerado o maior da América Latina, o prédio tem 290 metros de altura e 84 andares. A obra foi entregue aos moradores com todos os 119 apartamentos vendidos em dezembro de 2022. Para concretizar o projeto foram investidos cerca de R$ 650 milhões.

Grupo quer construir prédio residencial mais alto do mundo em Balneário Camboriú (SC)
Na imagem, a projeção do edifício residencial Triumph Tower que será erguido na orla de Balneário Camboriú, em Santa Catarina. O lançamento da construção está previsto para o segundo semestre de 2024 – Foto: Divulgação

A One Tower também está localizada na orla de Balneário. Ele fica próximo ao Yachthouse, formado por duas torres gêmeas de 281 metros e 81 andares, que ocupando o segundo lugar do ranking nacional.

Segundo a Pasqualotto, construtora de empreendimentos de luxo e responsável pelo edifício, o Yachthouse terá sua altura aumentada para 294,1 metros com a instalação de pináculos decorativos em suas duas torres. Com isso, o prédio residencial deve voltar ao topo da lista dos mais altos.

Com imponentes estruturas de aço, Balneário virou uma das cidades brasileiras mais verticalizadas, com mais da metade de sua população residindo em prédios, segundo Censo Demográfico de 2022. É um dos três municípios brasileiros em que esse tipo de moradia se tornou predominante. As outras duas são Santos (63,45%) e São Caetano do Sul (50,77%).

A crescente busca pela verticalização, no entanto, já se espalha para outras regiões do país. Em Mato Grosso, por exemplo, o Niraj Towers começou a ser construído na avenida dos Estudantes, em Rondonópolis (a 218 km de Cuiabá).

predio-bc-sc
Com pouco mais de 250 metros de altura, as duas torres do edifício Niraj Towers começaram a ser construídas na avenida dos Estudantes, em Rondonópolis, no Mato Grosso – Foto: Grupo TMI Investimentos/Divulgação

O prédio de 250,48 metros de altura é composto por duas torres, com 210 apartamentos em cada uma. Um shopping também será construído no local anexo às duas torres.

Com essas características, o Grupo TMI – Investimentos Imobiliários, responsável pelo empreendimento, busca certificar o prédio residencial entre os mais altos da América Latina.
De acordo com Thiago Teixeirense Muniz, diretor do Grupo TMI, o VGV (Valor Geral de Vendas) chega a R$ 1,3 bilhão.

“Em que pese ser uma cidade de quase 300 mil habitantes e cerca de 800 mil pessoas que gravitam em torno de Rondonópolis, temos um mercado imobiliário expressivo, com sucessivos anos de faturamentos significativos, em valores chegando a quase R$ 2 bilhões”, disse o empresário.

A comprovação para validação de alturas de edificações é feita mediante uma certificação do Conselho de Edifícios Altos e Habitat Urbano, organização sediada em Chicago, nos EUA.

O diretor de Engenharia da FG Empreendimentos, disse que para a construção de prédios altos, é grande a demanda de sistemas construtivos arrojados e com a melhor tecnologia existente.

“O maior desafio construtivo de um prédio alto é a logística da obra, atrelada ao deslocamento vertical de colaboradores e materiais ao longo da torre. Elevadores de alta performance, sistema de inteligência do edifício, com bombas, válvulas, controle de acesso, para que todos os sistemas possam operar e dar segurança aos processos”, explicou o engenheiro civil André Bigarella.

Os dez prédios mais altos do Brasil

Segundo ranking do The Skyscrapper Center, referência na catalogação internacional dos mais altos edifícios residenciais.

1 – One Tower – Balneário Camboriú/SC – 290 metros
2 – Yachthouse by Pininfarina Tower 1 – Balneário Camboriú/SC – 281 metros
3 – Yachthouse by Pininfarina Tower 2 – Balneário Camboriú/SC – 281 metros
4 – Infinity Coast Tower – Balneário Camboriú/SC – 235 metros
5 – Epic Tower – Balneário Camboriú/SC – 191 metros
6 – Copenhagen – Balneário Camboriú/SC – 190 metros
7 – Tour Geneve – João Pessoa/PB – 182 metros
8 – Kingdom Park Residence – Goiânia/GO – 181 metros
9 – Millenium Palace – Balneário Camboriú/SC – 177 metros
10 – New York Apartments – Balneário Camboriú/SC – 176 metros

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Grupo quer construir prédio residencial mais alto do mundo em Balneário Camboriú (SC)

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.