O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta terça-feira (09/06), durante reunião ministerial, a prorrogação do pagamento do auxílio emergencial por mais dois meses. De acordo com Guedes, o governo passará agora por uma fase de “aterrissagem” e trabalhará sob a ótica de unificar programas sociais.

 

Lançamento do aplicativo CAIXA|Auxílio Emergencial

 

Segundo o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o governo vai pagar agora mais duas parcelas no valor de R$ 300 cada. As três primeiras partes do benefício foram de R$ 600 cada. Guedes disse que a pasta ainda pretende lançar uma nova fase para a geração de empregos pós-pandemia.

Clique aqui, para ler a matéria completa no Portal Metrópoles, parceiro da Banda B.