Responsável por combater a inflação na economia brasileira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central anunciou nesta quarta-feira (15/6) o 11º aumento consecutivo na taxa básica de juros, a Selic. Com crescimento de 0,5 ponto percentual, o Copom elevou os juros para 13,25% ao ano, o maior índice desde 2016. A decisão foi tomada de maneira unânime pelos economistas que compõem o comitê.

Em nota explicativa, o colegiado mencionou que o encontro a ser realizado em 45 dias tende a dar continuidade ao ciclo de alta nos juros básicos da economia. “Para a próxima reunião, o comitê antevê um novo ajuste, de igual ou menor magnitude”, diz o texto. “O comitê julga que a incerteza em torno das suas premissas e projeções atualmente é maior do que o usual e cresceu desde a última reunião”, destaca ainda o comunicado, que também cita “a incerteza sobre o futuro do arcabouço fiscal do país”.

Foto: Agência Brasil

O aumento nos juros, que já era esperado pelo mercado financeiro, constitui uma resposta a uma inflação insistente – que até desacelerou em maio, mas alcançou 11,73% nos últimos 12 meses pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). O número apurado está bem acima da meta (de 3,5%) e do respectivo teto (de 5%) instituídos pelo próprio Banco Central.

Para ler a matéria completa no portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Copom eleva juros básicos para 13,25% ao ano, maior taxa desde 2016

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.