O índice Ibovespa fechou a sessão praticamente estável, em baixa de 0,05%, a 108.233,28 pontos, acumulando perda de 0,42% na semana e ganho de 0,95% no mês de novembro. A leve recuperação das ações de bancos foi ofuscada pela queda nos papéis da Petrobras, em dia de forte ajuste nas cotações do petróleo, com o Brent em baixa de 4,39% e o WTI, de 5,06%, no encerramento da sessão. O giro financeiro nesta sessão foi de R$ 14,2 bilhões.

Em Black Friday de baixa liquidez nos negócios com a commodity, a queda acentuada nos preços do petróleo reflete temores de que a Opep e aliados, que voltam a se reunir na próxima semana, não alterem as cotas de produção. Com a queda de preço da commodity, Petrobras ON fechou em baixa de 1,23% e a PN, de 1,29%, acumulando, respectivamente, perda de 4,10% e de 3,54% no mês.

As ações do setor de varejo fecharam sem direção única, após ganhos em sessões anteriores, quando haviam sido impulsionadas pela expectativa positiva para as vendas da Black Friday.

Em novembro, o saldo acumulado do investimento estrangeiro em bolsa ficou negativo em R$ 8,197 bilhões, correspondente a R$ 146,489 bilhões em compras e R$ 154,681 bilhões em vendas. No ano, a saída de recurso de estrangeiros totaliza R$ 38,601 bilhões.

O dólar à vista fechou o dia em alta de 0,60%, a R$ 4,2407, acumulando ganho de 1,14% na semana e de 5,77% no mês de novembro. Na terça-feira, com o dólar renovando máximas, os saques de estrangeiros na Bolsa chegaram a R$ 2 bilhões e, no dia seguinte, a leitura mais recente disponível, as saídas totalizaram R$ 478 milhões.

Ao longo de novembro, o Ibovespa ficou mais barato para o investidor estrangeiro, em dólar, com uma variação de 4,78% para quem tem a moeda americana na mão e quer comprar ações em São Paulo com desconto em dólar.

A Bolsa de Valores de São Paulo, no centro de São Paulo, no Brasil – 09/05/2016 – REUTERS/Paulo Whitaker/File photo

DÓLAR
compra/venda
Câmbio livre BC – R$ 4,2234 / R$ 4,2240 **
Câmbio livre mercado – R$ 4,2390 / R$ 4,2410 *
Turismo – R$ 4,1800 / R$ 4,4380

(*) cotação média do mercado
(**) cotação do Banco Central

Variação do câmbio livre mercado
no dia: 0,590%

OURO BM&F
R$207,90

BOLSAS
Bovespa (Ibovespa)
Variação: -0,05%
Pontos: 108.223
Volume financeiro: R$ 14,185 bilhões
Maiores altas: WEG ON (3,36%), Via Varejo ON (2,56%), BTG Banco UNT (2,55%)
Maiores baixas: TIM Part S/A ON (-2,73%), EcorodoviasON (-2,17%), CCR SA ON (-1,77%)

S&P 500 (Nova York): -0,40%
Dow Jones (Nova York): -0,40%
Nasdaq (Nova York): -0,46%
CAC 40 (Paris): -0,13%
Dax 30 (Frankfurt): -0,07%
Financial 100 (Londres): -0,94%
Nikkei 225 (Tóquio): -0,49%
Hang Seng (Hong Kong): -2,03%
Shanghai Composite (Xangai): -0,61%
CSI 300 (Xangai e Shenzhen): -0,87%
Merval (Buenos Aires): 0,82%
IPC (México): -0,65%

ÍNDICES DE INFLAÇÃO
IPCA/IBGE
Outubro 2018: 0,45%
Novembro 2018: -0,21%
Dezembro 2018: 0,15%
Janeiro 2019: 0,32%
Fevereiro 2019: 0,43%
Março 2019: 0,75%
Abril 2019: 0,57%
Maio 2019: 0,13%
Junho 2019: 0,01%
Julho 2019: 0,19%
Agosto 2019: 0,11%
Setembro 2019: -0,04%
Outubro 2019: 0,10%

INPC/IBGE
Outubro 2018: 0,40%
Novembro 2018: -0,25%
Dezembro 2018: 0,14%
Janeiro 2019: 0,36%
Fevereiro 2019: 0,54%
Março 2019: 0,77%
Abril 2019: 0,60%
Maio 2019: 0,15%
Junho 2019: 0,01%
Julho 2019: 0,10%
Agosto 2019: 0,12%
Setembro 2019: -0,05%
Outubro 2019: 0,04%

IPC/Fipe
Outubro 2018: 0,48%
Novembro 2018: 0,15%
Dezembro 2018: 0,09%
Janeiro 2019: 0,58%
Fevereiro 2019: 0,54%
Março 2019: 051%
Abril 2019: 0,29%
Maio 2019: -0,02%
Junho 2019: 0,15%
Julho 2019: 0,14%
Agosto 2019: 0,33%
Setembro 2019: 0,00%
Outubro 2019: 0,16%

IGP-M/FGV
Novembro 2018: -0,49%
Dezembro 2018: -1,08%
Janeiro 2019: 0,01%
Fevereiro 2019: 0,88%
Março 2019: 1,26%
Abril 2019: 0,92%
Maio 2019: 0,45%
Junho 2019: 0,80%
Julho 2019: 0,40%
Agosto 2019: -0,67%
Setembro 2019: -0,01%
Outubro 2019: 0,68%
Novembro 2018: 0,30%

IGP-DI/FGV
Outubro 2018: 0,26%
Novembro 2018: -1,14%
Dezembro 2018: -0,45%
Janeiro 2019: 0,07%
Fevereiro 2019: 1,25%
Março 2019: 1,07%
Abril 2019: 0,90%
Maio 2019: 0,40%
Junho 2019: 0,63%
Julho 2019: -0,01%
Agosto 2019: -0,51%
Setembro 2019: 0,50%
Outubro 2019: 0,55%

SALÁRIO MÍNIMO
Janeiro 2019: R$ 998,00