Caixa Econômica Federal paga, nesta sexta-feira (18/12), o auxílio emergencial — de R$ 300, R$ 600 ou R$ 1,2 mil, a depender de quantas parcelas foram recebidas anteriormente pelo beneficiário — a 5 milhões de brasileiros.

Desse total, 1,6 milhão de pessoas são beneficiárias do programa Bolsa Família e têm o Número de Identificação Social (NIS) final igual a 7. Esse grupo receberá a nona parcela, no valor de R$ 300, a cota única.

O dinheiro também vai ser creditado na conta de 3,4 milhões de trabalhadores em geral que se cadastraram no aplicativo, no site ou que estejam inscritos no Cadastro Único (CadÚnico) nascidos em junho.

Foto: Agência Brasil

Dessa maneira, 70,3 mil beneficiários recebem o auxílio emergencial de R$ 600 e outros 3,3 milhões, o residual de R$ 300. Nesse caso, o valor será creditado na conta Poupança Social digital.

Essa deverá ser a última parcela do benefício, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defendeu não prorrogar a ajuda financeira. Segundo o mandatário, a prorrogação do benefício “quebra a economia”.

Sou do Bolsa Família

O pagamento do auxílio emergencial obedece ao calendário habitual do Bolsa Família, depositado nos últimos 10 dias úteis de cada mês, de acordo com o NIS final do beneficiário.

Dessa maneira, quem se encaixa nas regras do auxílio e recebeu o primeiro pagamento logo em abril vai ganhar a nona parcela entre o último dia 10 de dezembro e a próxima quarta-feira (23/12).

Para ler a matéria completa no portal Metrópoles, parceiro da Banda B, clique aqui.