A demora na entrega de produtos está no topo das reclamações do Reclame Aqui durante a Black Friday desta sexta-feira (24).

Segundo dados parciais divulgados pela plataforma, o atraso na entrega é o problema mais recorrente, com cerca de 17% das reclamações desde esta quarta-feira (22). No total, há 34,5% de aumento em reclamações na comparação com o ano passado.

No ranking do Reclame Aqui, site que é usado como referência para checar a reputação de empresas, o problema mais comum nesta Black Friday é demora na entrega lidera, com 17,3%, seguida por propaganda enganosa, com 15,56% dos comentários.

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Principais problemas, segundo o Reclame Aqui

Não entrega/demora na entrega38,30%
Maquiagem de desconto14,92%
Mudança de preço ao finalizar a compra12,65%
Pedido cancelado após finalização da compra11,10%
Produto e/ou serviço entregue diferente do pedido, incompleto e/ou danificado9,19%

O levantamento foi feito entre 12h desta quarta-feira (22) e 6h desta sexta. Desde o início do monitoramento, foram registradas 7.328 reclamações, aumento de 34,5% em relação ao mesmo recorte feito no ano passado.

O Reclame Aqui também consultou os usuários da plataforma sobre adesão à data: 61,5% dos consumidores que ainda não compraram dizem que pretendem ir às compras. Consumidores que já compraram afirmam que pretendem fazer mais.

Veja o ranking do Reclame Aqui

Demora na entrega17,30%
Propaganda enganosa15,56%
Produto não recebido15,38%
Estorno do valor pago9,68%
Problemas ao finalizar a compra4,10%

Se esperar as compras chegarem faz a ansiedade vir à tona, quem aguarda o desconto perfeito pode se decepcionar ainda mais com as ofertas disponíveis. No X – antigo Twitter – usuários reclamam que as promoções da data estão “fracas” e falam de maquiagem de desconto para enganar o consumidor.

No X, usuários comentam os baixos descontos oferecidos pelas principais plataformas de venda online e criticam o uso da tática de “maquiar desconto”, que consiste em alterar minimamente o preço e promover como se a oferta fosse algo extraordinário.

Veja 10 dicas de segurança para esta Black Friday

  • Dar preferência aos sites conhecidos para as compras e verificar a reputação de sites não conhecidos em páginas de reclamações
  • Ter muito cuidado com emails de promoções que tenham links. Ao receber um email não solicitado, verificar se realmente se trata de uma empresa idônea. Acessar o site digitando os dados no navegador e não clicando em links
  • Sempre desconfiar de empresas que pedem pagamentos antecipados e prometem entregas em prazos longos
  • Verificar com atenção as formas de pagamento oferecidas pelo ecommerce e desconfiar quando existem poucas opções
  • Desconfiar das promoções cujos preços sejam muito menores que o valor real do produto
  • Verificar se a página tem selo de autenticação e número de seguidores compatíveis. Desconfiar de páginas recém-criadas
  • Dar preferência para o uso de cartão virtual nas compras online
  • Se for fazer uma compra presencial com cartão, sempre conferir o valor antes de digitar a sua senha
  • Em caso de compras presenciais, inserir você mesmo o cartão na maquininha. Caso tenha entregado o cartão ao vendedor, sempre verificar se o cartão devolvido é realmente o seu
  • Se for pagar com Pix, sempre fazer o pagamento dentro do ambiente da loja virtual. Quando o varejista fornecer o código QR Code, conferir com atenção todos os dados do pagamento e se a loja escolhida é realmente a que irá receber o dinheiro. Só fazer a transferência após essa checagem detalhada. A mesma dica vale para pagamentos com boletos

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Atrasos lideram queixas na Black Friday e clientes reclamam de descontos no X, ex-Twitter

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.