Sem receber valores devidos pelo aplicativo iFood, entregadores se reuniram no fim da manhã desta quinta-feira (29). A mobilização de motoboys aconteceu nas docas do Shopping Mueller, em Curitiba.

image-16-3
Categoria se reuniu em Curitiba (Foto: Marcelo Borges – Banda B)

De acordo com Carlos Dalazuana, a categoria tem várias queixas contra a plataforma, mas o não repasse de valores foi uma espécie de ‘gota d’água’ para eles.

“Um dos nossos principais pedidos é o aumento da taxa de espera, que hoje é ridícula. Em vários restaurantes, somos obrigados a esperar meia hora e não ganhamos quase nada por isso. Temos combustível e temos óleo a pagar, mas nada é feito. Daí agora estamos há mais de um dia esperando receber um valor que já é nosso”, lamentou.

Mateus Schneider afirma que a plataforma mudou muito em dois anos, mas que os entregadores acabaram prejudicados.

“Criaram uma palhaçada de score, que nos bloqueia por rejeitar corridas que não queremos fazer. Queremos que algo seja feito”, disse.

A Banda B procurou o iFood, que informou que o problema foi solucionado.

“Informamos que os problemas técnicos que afetaram as transferências dos repasses foram solucionados. Após esforços conjuntos com nossa instituição bancária, conseguimos normalizar as operações de pagamento e todos os repasses já foram realizados. Agradecemos a compreensão”.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Sem repasse do iFood, entregadores se reúnem em shopping de Curitiba e protestam

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.