Com o avanço para uma nova fase, a obra do Viaduto Tarumã vai exigir o bloqueio total da Avenida Victor Ferreira do Amaral, em Curitiba, por quatro dias. De acordo com a Prefeitura de Curitiba, é o segundo içamento de vigas de concreto armado, que serão usadas para duplicação da estrutura. Os bloqueios começam já na sexta-feira (24), com interrupções temporárias, mas de sábado (25) a terça-feira (28), o trânsito deve ser paralisado no local.

image-1-60
Foto: Renato Prospero/SMCS

A interdição vai acontecer entre o Supermercado Mufatto e o Colégio Militar do Paraná.

A alteração no trânsito necessária para garantir a segurança dos trabalhadores e de quem circula na região. Agentes da Superintendência de Trânsito (Setran) estarão no local para fazer a orientação aos motoristas.

O alargamento do viaduto mais uma etapa das obras para o Complexo Tarumã, que incluem a requalificação de 12 de ruas, parte delas para formar as alças de acesso ao viaduto, praças, paisagismo e iluminação. A previsão é de conclusão no segundo semestre deste ano.

Transporte Coletivo

A mudança no trânsito também altera temporariamente linhas do transporte coletivo de Curitiba. A Urbanização de Curitiba (Urbs) vai colocar em operação uma linha especial para atender os passageiros que serão afetados pelo bloqueio total de trânsito no trecho da intervenção.

No sábado, a Urbs coloca em operação a linha X44-Especial Capão da Imbuia. Ela vai atender os bairros Capão da Imbuia e Tarumã realizando itinerário circular pelas ruas Ronald José Carboni, Francisco Mota Machado, Prof. Nivaldo Braga, Hayton da Silva Pereira, Prof.ª Antônia Reginato Vianna, Mal. José Agostinho dos Santos, Av. Victor Ferreira do Amaral, Gen. Polli Coelho, Dr. Heitor Valente, Eng. Farid Surugi, Av. Victor Ferreira do Amaral, Mal. José Agostinho dos Santos, Prof.ª Antônia Reginato Vianna, Hayton da Silva Pereira, Prof. Nivaldo Braga e Av. Pres. Affonso Camargo. A frequência será de 15 em 15 minutos.

Duplicação do viaduto

O viaduto está sendo alargado, dos dois lados, para receber dois conjuntos de estações-tubo (uma em cada sentido) na parte superior e outras duas na parte inferior. Depois de concluído, o viaduto dobrará de tamanho, passando dos atuais 24 metros de largura para 50 metros, assegurando cinco pistas com faixa de ônibus, vias marginais e de tráfego local em sentidos opostos, para acesso a moradias, indústrias, comércio e serviços na região.

Na parte inferior do viaduto será instalada a Estação Victor do Amaral, permitindo a integração dos passageiros das linhas que percorrem a ligação entre Curitiba e Região Metropolitana, especialmente Pinhais e Piraquara, com o eixo Norte Sul, na Linha Verde.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Obra no Viaduto do Tarumã deve interditar Victor Ferreira do Amaral por quatro dias

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.