A mais longa novela de Curitiba pode estar perto do fim. Após 16 anos do início, no bairro Pinheirinho, a Linha Verde será entregue no ano que vem. Pelo menos é o que firmou compromisso, nesta terça-feira (6), o prefeito em exercício Eduardo Pimentel, que visitou as obras do chamado lote 4, no Trevo do Atuba.

Foto: SMCS

Atualmente, as intervenções acontecem em um trecho de 2,84 km, entre as estações Atuba e Solar do transporte coletivo.

De acordo com Pimentel, as obras estão em ritmo forte.

“É uma obra de mais de R$ 150 milhões, que é o lote do trecho final da Linha Verde. Importante que se diga, que não é uma obra que está há anos sem conclusão, mas sim uma obra grande, feita por lotes e que começou há mais de 15 anos. Nossa gestão concluiu o trecho da Victor Ferreira do Amaral até o Hospital Vita e o da Trincheira Bacacheri/Bairro Alto, que estava parada, além de iniciarmos o lote 4, que é uma obra magnífica, a qual temos o compromisso de entregar no ano que vem”, disse.

Pimentel citou a pandemia e o rompimento no contrato para o atraso na conclusão. Segundo ele, porém, o trânsito deve fluir na região até a metade do ano que vem.

Ricardo Marajó/SMCS

Linha Verde

A Linha Verde é o 6º eixo de transporte e de integração viária de Curitiba. São 22 quilômetros de extensão, ligando a cidade do Sul ao Norte desde o Pinheirinho ao Atuba, numa área de abrangência onde vivem perto de 300 mil pessoas.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Novela perto do fim? Prefeito em exercício confirma entrega da Linha Verde para o meio de 2024

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.