Almir Medeiros, pai do motoboy Jheykson Roger Medeiros, morreu neste sábado (20) enquanto aguardava o julgamento do caso que terminou com a morte de seu filho. Jheykson foi atropelado pela influenciadora Cássia Vialli Martins em 3 de setembro de 2022.

Almir tinha 64 anos e teria sofrido um infarto. Nas redes sociais, a notícia da morte provocou comoção entre amigos, familiares e populares que acompanhavam o drama da família após a tragédia.

Almir-medeiros-e-cassia-Vialli-970×550
Almir Medeiros e Cássia Vialli Martins (Fotos: Reprodução)

O advogado da família de Jheykson, Jackson Bahls, afirmou que Almir enfrentava um quadro depressivo desde a morte do filho.

“Infelizmente ele não viu a justiça sendo feita. Enquanto isso, a assassina está por aí em baladas aproveitando a vida. Agora o seu Almir vai morar ao lado do pai e do seu filho. Seguimos firmes na luta pra que a justiça seja feita e os demais familiares que restaram possam ter o conforto de ver uma sentença condenatória”, defendeu o advogado.

Na época dos fatos, o pai de Jheykson chegou a publicar um vídeo nas redes sociais com um desabafo emocionante direcionado à digital influencer.

“O que você acha que fez de bom entrando naquela contramão alcoolizada? O que você acha que fez de bom pra mim? Você tirou a vida do meu filho com 36 anos que deixou um menino de sete anos e esposa. E deixou um pai arrasado, com coração sangrando, mãe, mais três irmãos, o que você acha que fez de bom nessa vida?”, perguntou Almir no vídeo.

Denúncia

De acordo com a denúncia do Ministério Público do Paraná (MPPR), Cassia dirigia na contramão e bateu de frente contra a moto pilotada por Jheykson. Após a colisão, a influencer fugiu sem prestar socorro. O motoboy estava trabalhando e fazia entregas no momento em que acabou atingido.

A 3ª Promotoria de Justiça de Crimes Dolosos contra a Vida sustenta a prática de homicídio com dolo eventual qualificado por meio cruel, bem como dos crimes de omissão de socorro e fuga do local do acidente.

ertetre
O motoboy Jheykson Roger Medeiros (Foto: Arquivo Pessoal)

Além de ser proibida de dirigir, Cassia foi impedida pela Justiça de sair aos fins de semana no período noturno, bem como se ausentar de Curitiba.

O crime

O atropelamento que matou Jheykson aconteceu no dia 3 de setembro de 2022, no bairro Boqueirão, em Curitiba. A digital influencer Cássia Vialli Martins dirigia uma caminhonete, invadiu a contramão, atropelou o motoboy e fugiu sem prestar socorro.

A comanda de um bar paga pela motorista da caminhonete antes de se envolver no acidente indica que ela teria consumido bebidas alcoólicas no estabelecimento.

O caso foi investigado pela Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran) de Curitiba.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Morre pai de motoboy atropelado por influencer enquanto aguardava julgamento do caso

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.