Moradores do bairro Cajuru, em Curitiba, queimaram pneus e bloquearam o cruzamento da Rua Professora Olga Balster com a rua Miguel Caluf, no final da tarde desta terça-feira (20). O ato foi um protesto contra os constantes alagamentos na região nos dias de chuva.

WhatsApp Image 2024-02-20 at 17.34.11
Foto: Cristiano Vaz/Banda B

Em entrevista à Banda B, o morador Pedro Silva afirmou que os alagamentos começaram após as obras do novo binário entre os bairros Tarumã e Cajuru.

“Os moradores não são contra obras públicas de melhoria para a população. Somos contra obras que alagam tudo. Precisamos que resolvam esse problema do alagamento. Eu moro aqui há 22 anos e nunca alagou aqui. Tem gente que perdeu tudo na chuva de sábado e agora perdeu de novo”, reclamou Silva.

WhatsApp Image 2024-02-20 at 17.31.39
Foto: Cristiano Vaz/Banda B

Uma equipe do Corpo de Bombeiros foi acionada para apagar as chamas nos pneus. A Polícia Militar também foi até o local.

Prefeitura de Curitiba

Em nota, a Prefeitura de Curitiba afirmou que o volume de chuvas foi intenso nos últimos dias e que equipes da Secretaria Municipal de Obras Públicas percorrem os bairros para restabelecer e manter em bom funcionamento as estruturas de drenagem.

Estaria previsto na obra do novo binário a requalificação de via com novo pavimento e obra de drenagem para prevenir alagamentos na região.

Leia na íntegra:

“O volume de chuva nos últimos dias foi intenso, provocando situações pontuais e temporárias de alagamentos por toda a cidade. As equipes da Secretaria Municipal de Obras Públicas percorrem os bairros para restabelecer e manter em bom funcionamento as estruturas de drenagem, além de seguir com ações preventivas como limpeza e desassoreamento dos cursos de água que são contínuas.

No bairro Cajuru, está em andamento, dentro do cronograma, as obras do novo binário entre os bairros Tarumã e Cajuru, que está sendo implantado pela Prefeitura nas ruas Olga Balster e Nivaldo Braga. Obra prevê a requalificação de via com novo pavimento, obra de drenagem – pra prevenir alagamentos na região – terraplanagem, sinalização, paisagismo, infraestrutura para fibra ótica, semaforização, iluminação pública e realocação de rede de distribuição urbana. As vias terão infraestrutura cicloviária, melhoria na acessibilidade com novas calçadas e faixas exclusivas para o transporte coletivo.

Iniciada em novembro de 2022 a intervenção tem previsão de término para o primeiro semestre de 2024.

Já foram executados:

Rua Assma Karam Geara, com extensão de 121,0m, entre as Ruas Reinaldo Issbener e Olga Balster, com serviços de terraplenagem, pavimentação, paisagismo, drenagem, estrutura elétrica, estrutura para fibra ótica concluídos;

Rua Olga Balster, com extensão de 2.397,00m, da Rua Assma Karam Geara a Rua Victor Ferreira do Amaral, com serviços de terraplenagem 95% concluídos, pavimentação 73%, paisagismo com 58%, demais elementos de infra-estrutura com 95%;

Rua Pandiá Calógeras, com extensão de 135,0m, entre as Ruas Olga Balster e Nivaldo Braga, com serviços de terraplenagem e drenagem com 100%, pavimentação 50%, paisagismo com 50% concluídos, demais elementos de infra-estrutura com 100% concluídos;

Rua 21 de Junho, entre as Ruas Armando Prince e Olga Balster, com extensão de 361,0m, com serviços de terraplenagem e drenagem com 100% concluídos, paisagismo não iniciados, pavimentação 50%, demais elementos de infra-estrutura com 100% concluídos;

Rua Durval Borges de Macedo, entre as Ruas Armando Prince e Nivaldo Braga, com extensão de 51,0m, com serviços de terraplenagem e drenagem com 100% concluídos, pavimentação 50%, paisagismo não iniciados, demais elementos de infra-estrutura com 100% concluídos;

Rua Miguel Caluf, com extensão de 69,0m, entre as Ruas Nivaldo Braga e Sesinando Chaves, com serviços de terraplenagem com 100% concluídos, drenagem 70% concluídos, restando os demais serviços;

Rua Nivaldo Braga, com extensão de 2.086,0m, com serviços com estruturas diferentes por trechos, da Rua Victor Ferreira do Amaral a Avenida Affonso Camargo, extensão de 1.255,0m, com serviços de alargamento das pistas de tráfego, tem sua terraplenagem com 22%, drenagem 95%, demais serviços não iniciados. Da Avenida Affonso Camargo até a Rua Miguel Caluf, com extensão de 841,0m, com 100% da terraplenagem e drenagem concluídos, pavimentação com 80% concluídos, paisagismo com 90% e demais elementos de infra-estrutura com 100%.

A intervenção integra o Programa de Mobilidade Urbana Sustentável de Curitiba, financiado pelo New Development Bank (NDB), e é a primeira obra para melhorar o itinerário do Ligeirão (BRT) Leste-Oeste.”

Vídeo

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Moradores queimam pneus e bloqueiam rua em protesto contra alagamentos após obras do binário no Cajuru

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.