Na última quarta-feira (05), foi aprovado por unanimidade o projeto de lei que viabiliza o laudo vitalício de diagnóstico do diabetes em Curitiba. Estima-se que mais de 18 mil pessoas com diabetes tipo 1 serão beneficiadas. O projeto aprovado na Câmara Municipal de Curitiba é uma iniciativa do vereador Alexandre Leprevost e visa facilitar o tratamento e acesso a medicamentos.

laudo-diabetes-validade-indeterminada-curitiba
Imagem: Shutterstock

Até o momento, é obrigatório apresentar um laudo atualizado a cada 3 meses para ter a liberação dos insumos fornecidos pelo SUS. Sendo assim, com a nova lei, pessoas com diabetes terão um laudo com validade indeterminada.

Com a aprovação em segundo turno, Curitiba dá um passo importante na humanização do atendimento aos pacientes com diabetes tipo 1. Após sancionado pelo prefeito, a lei entra em vigor 30 dias depois que for publicado no Diário Oficial do Município.

Para a médica endocrinologista e presidente da Sociedade Brasileira de Diabetes da Regional Paraná (SBD-PR), Dra. Andressa Leitão, o projeto é um avanço. “O processo da obtenção de um novo laudo a cada três meses era exaustivo e limitava todo o atendimento. Isso vai diminuir a pressão para esses pacientes e é uma vitória para todos os portadores de diabetes tipo 1 da cidade”, afirma.

Tratamento do diabetes

O diabetes tipo 1 exige tratamento e acompanhamento médico por toda vida, ou seja, a validade do laudo não é necessária. Entretanto, a presidente do Instituto da Pessoa com Diabetes e médica endocrinologista, Dra. Angela Nazário, alerta que o acompanhamento médico continua sendo primordial.

“A validade indeterminada do laudo não substitui a necessidade de consultar o endocrinologista regularmente. Somente um especialista pode avaliar a evolução do tratamento e indicar possíveis alterações para um melhor controle da glicemia e para o sucesso do tratamento ”, finaliza.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Laudo médico de diabetes tipo 1 terá validade vitalícia em Curitiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.