A Justiça de Curitiba arbitrou fiança no valor de R$ 13 mil para o motorista Aluysio de Melo Borges Neves, envolvido no acidente que deixou duas mortes no bairro Fanny. Na Delegacia de Delitos de Trânsito (Dedetran), o investigado foi orientado a permanecer em silêncio. A defesa fez o pedido de liberdade e acredita que o procedimento será concluído ainda nesta quinta-feira (20).

Aluysio dirigia o veículo DS3 (Foto: Banda B)

Aluysio deixou o hospital por volta do meio dia e foi levado por uma equipe do Batalhão de Polícia de Trânsito (BpTran) à Dedetran.

Segundo a Polícia Civil, o procedimento inicial do flagrante foi concluído. A corporação instaurou um inquérito para apurar as demais circunstâncias do fato. “Todas as diligências estão sendo realizadas e laudos complementares estão sendo aguardados a fim de concluir o caso”, descreve.

Em entrevista à Banda B, o advogado Ygor Nasser Salah Salmen definiu a batida como uma “fatalidade sem precedentes”.

“O meu cliente é uma pessoa de bem, que não estava embriagada, que não faz uso de bebida alcoólica e que, no dia do acidente, parou e permaneceu no local. Ele acionou o socorro, prestou os primeiros auxílios e fez tudo aquilo que a gente espera de uma pessoa com bom senso, que é não deixar o local”, afirmou.

De acordo com o advogado, é muito prematuro falar em racha, como apontado por moradores da Avenida Santa Bernadethe.

Luiz Eduardo e Gabrielle morreram na batida (Reprodução)

“Ele está à disposição da Justiça e não vai se furtar de qualquer responsabilização. Nós não temos nenhuma informação concreta ainda e ele acabou de sair do hospital, então não vejo como ele pode contribuir com a investigação. É preciso se preocupar primeiramente com a saúde”, disse.

Namorada segue internada

A namorada de Aluysio passou por um procedimento cirúrgico e segue internada no hospital, de forma estável.

Dois mortos

Na noite de quarta-feira (19), foi confirmada a morte de Luiz Eduardo Schlocobier, vítima do grave acidente que aconteceu na noite de segunda-feira (17), no bairro Fanny. A jovem Gabrielle Ribas Simões, que havia acabado de completar 21 anos, foi outra vítima fatal da colisão.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, os dois estavam em um veículo Argo que foi atingido pelo veículo Citroen DS3.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Justiça arbitra fiança e defesa acredita em liberdade de motorista preso após duas mortes no Fanny

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.