O ex-deputado federal Paulo Martins comunicou no fim da tarde desta quarta-feira (13) que decidiu deixar a presidência do PL de Curitiba. Ele agradeceu a direção estadual e nacional do partido pela confiança. O comunicado foi feito numa rede social de Martins e repercutiu rapidamente.

Na postagem, o ex-deputado, que hoje dá expediente no gabinete do governador Ratinho Junior, não esclarece os motivos de tal decisão, mas não tem como dissociar do fato político do dia: a já assinada, mas ainda não divulgada, filiação do ex-governador Beto Richa no partido de Jair Bolsonaro, para disputar a prefeitura de Curitiba em outubro.

O ex-deputado federal Paulo Martins. Foto: Banda B.

Algumas fontes ouvidas pelo Blog Politicamente dizem que a decisão de Paulo Martins pode anteceder uma eventual saída do PL — até porque o Capitão Bolsonaro já deu sinais que pensa em colocar a mulher, Michele Bolsonaro, para disputar a incerta eleição suplementar ao Senado Federal em caso de cassação do mandato do senador Sergio Moro pela Justiça Eleitoral.

Para ler a matéria completa, acesse o blog Politicamente, do jornalista Karlos Kohlbach, parceiro da Banda B, clicando aqui.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Efeito Richa: Paulo Martins deixa presidência do PL de Curitiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.