A coxinha do Terminal Carmo acaba de ser eleita a melhor entre as vendidas nos terminais de ônibus na cidade. Uma enquete da Urbanização de Curitiba (Urbs) – “Qual a melhor coxinha de terminal de Curitiba” – teve mais de cem respostas no Instagram e colocou o salgado preparado no Carmo no topo da preferência dos passageiros.

Coxinha do terminal do Carmo, em Curitiba.
Foto: José Fernando Ogura/SMCS.

O anúncio da coxinha vencedora foi feito na rede social da Urbs na noite desta sexta-feira (14).

Frita na hora, crocante por fora, macia por dentro e com bastante recheio, a coxinha do Carmo deu fama à lanchonete do terminal, administrada há mais de 30 anos pela mesma família, que é dona da receita.

“Ficamos conhecidos com a propaganda boca a boca. Muita gente vem, gosta e fala para familiares e amigos, que aparecerem para experimentar”,

diz Paulo Ditos da Silva, que administra o negócio com os filhos Douglas e Davi e o irmão José Venâncio da Silva.

De boca em boca

É o caso da costureira Cleuza Santos, que comprou sua coxinha e seu café pingado antes de ir pegar o ônibus no terminal. “Descobri pela minha prima, que vivia falando da coxinha do Carmo. Fui experimentar e agora sempre compro, é muito boa”, disse.

A procura é tão grande que a lanchonete ganhou uma segunda entrada, para fora do terminal, para quem quiser comprar a coxinha, mas não precisa pegar ônibus. Por dia, são vendidas de 500 a 700 coxinhas, nas versões de frango, frango com cheddar e frango com requeijão, essa última a líder de vendas. “A coxinha fresquinha e o café com leite são o lanche mais vendido”, conta Douglas.

Curitibanos elegem melhor coxinha de terminal de ônibus da capital. Qual venceu?
Coxinha do terminal do Carmo foi eleita a melhor em enquete da Urbs.
Foto: José Fernando Ogura/SMCS.

O segredo da coxinha, contam pai e filho, é justamente a combinação do alto giro, que faz com que o salgado não fique muito tempo na estufa, a qualidade dos ingredientes, as várias trocas de óleos e o recheio robusto. A unidade custa R$ 6,50.

Tradição

A clientela é fiel e o costume de comer a coxinha do Carmo passa de pais para filhos.

Terminal do Carmo, em Curitiba.
Foto: José Fernando Ogura/SMCS.

“Temos escolas aqui perto e muitas pessoas que vinham aqui quando crianças comprar a coxinha para o lanche hoje trazem os filhos para experimentar”,

orgulha-se Dotis.

Na semana que vem, ele e a família receberão um troféu simbólico da Urbs pela eleição de melhor coxinha de terminal.

A lanchonete da família Silva funciona de segunda a sexta-feira, das 5h às 22h30; e aos sábados e domingos, das 5h às 21h.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Curitibanos elegem melhor coxinha de terminal de ônibus da capital. Qual venceu?

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.