No próximo sábado, 26, Curitiba recebe a 1ª Caminhada LésBi do Paraná, às 13h. O evento tem concentração inicial em frente à Casa da Memória e a caminhada acontece por todo o Largo da Ordem. A luta da comunidade é lembrada no mês de agosto.

Imagem: Florebela Leticia

O encontro, organizado pela Liga Brasileira de Lésbicas (LBL), tem como objetivo reunir lésbicas e mulheres bissexuais para reivindicar direitos e visibilidade para a comunidade. Durante o percurso, será possível contar com diversas atrações para comemorar e declarar o orgulho por ser quem é.

As DJs Babi Oeiras e Je Arruda marcarão presença no evento para agitar a galera. Os bloquinhos de carnaval “Saí do armário e me dei bem” e “Ela pode ela vai” também estarão na caminhada trazendo folia durante a passeata. Além dessas atrações, a 1ª Caminhada LésBi contará com Batuque das Minas e Baque Mulher.

O encerramento da festa será no Bek’s Bar, localizado na Rua Brasílio Itiberê, 3645, no bairro Água Verde, com a apresentação de Drag King e a banda das meninas Soy Pagodeira.

Mês da Visibilidade e Orgulho Lésbico

Agosto é o Mês da Visibilidade Lésbica e do Orgulho Lésbico, por este motivo, a caminhada ocorrerá no último sábado do mês. Apesar de ter origens diferentes, para a LBL o propósito é o mesmo: “exaltar lésbicas, debater a lesbofobia e lutar pela visibilidade e direitos”.

Imagem: Liga Brasileira de Lésbicas

Em 19 de agosto de 1983 aconteceu a primeira manifestação de mulheres lésbicas por busca de igualdade e reivindicação de direitos, após serem expulsas de um bar em São Paulo. Devido ao fato, a data ficou conhecida como “Dia do Orgulho Lésbico”.

Já o segundo marco histórico é o 1º Seminário Nacional de Lésbicas (SENALE), que aconteceu em 29 de agosto de 1996 e, como homenagem, a data foi escolhida para o Dia da Visibilidade Lésbica.

Karina Gallon, articuladora estadual, designer e criadora da marca PEITA, afirma que a 1ª Caminhada LésBi do Paraná “acontece para referenciar as vidas das que nos antecederam, celebrar as conquistas do movimento de lésbicas no Paraná e relembrar a luta pelos direitos civis e de igualdade. Um ato de resistência e visibilidade.”.

“Nossa luta é diária para que lésbicas e sapatão tenham políticas públicas e possam ter o direito de amar sem serem mortas em decorrência da lesbofobia”, explica.

Segundo Karina, a caminhada é “uma manifestação afirmativa de visibilidade das lésbicas e sapatão, que historicamente têm suas demandas e discursos anulados, suas existências atacadas e seus direitos violados”.

Liga Brasileira de Lésbicas

A Liga Brasileira de Lésbicas está presente em 23 estados brasileiros, no Distrito Federal e na Flórida, nos Estados Unidos. No Paraná, é possível encontrar a LBL em Curitiba, Maringá, Ponta Grossa, Londrina, Foz do Iguaçu, Araucária, Colombo e Campina Grande do Sul.

Referência para denúncias de violência contra a mulher, a LBL presta atendimento a lésbicas e mulheres bissexuais vítimas de violência e realiza o encaminhamento a Delegacia de Vulneráveis. O direcionamento jurídico e psicológico também é oferecido pela organização.

Serviço

Data: 26 de agosto (sábado)
Horário: 13h
Local: Concentração em frente à Casa da Memória
Caminhada pelo Largo da Ordem – Centro, Curitiba (PR)
Instagram: @ligabrlesbicaspr
Email: [email protected]

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Curitiba recebe a 1ª Caminhada LésBi do Paraná

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.