Com previsão de um sábado ensolarado, a Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba (SMS) convida as famílias para reservar um tempinho do dia para cuidar da saúde. O Dia D Contra a Pólio, neste sábado (8/6), vai contar com dez unidades de saúde abertas para a vacinação, das 9h às 17h, para que as crianças recebam “a gotinha que salva”.

criança-vacina-polio-curitiba
Sábado é dia da gotinha que salva em Curitiba e domingo se comemora do Dia da Imunização, conquista de toda a sociedade. Foto: Levy Ferreira/SMCS

Véspera do Dia Mundial da Imunização, celebrado no dia 9 de junho, o Dia D será uma oportunidade para que o curitibano coloque sua carteira vacinal em dia. Todas as vacinas do calendário de imunização do SUS estarão disponíveis nas unidades abertas extraordinariamente neste sábado.

“Aproveitem a ida à unidade de saúde no sábado para atualizar a carteira vacinal de toda família. A gotinha da pólio aguarda as crianças e nossa equipe pode verificar quais as vacinas estão em atraso e proteger toda a família”, convoca a secretária municipal da Saúde de Curitiba, Beatriz Battistella.

Dia da Imunização

O Dia Mundial da Imunização destaca uma das maiores conquistas da saúde pública: o avanço da ciência na produção de vacinas, ferramenta essencial para prevenir e erradicar doenças que por muito tempo foram determinantes em altos índices de mortalidade infantil.

“As vacinas são ciência em gotas. Elas carregam anos de estudos e avanço tecnológico para nos auxiliar no controle de doenças com potencial risco de morte ou sequelas. São essenciais para a saúde pública”, destaca a secretária da Saúde.

A recente pandemia de covid-19 mostrou o impacto da vacinação no controle da doença. Com um sistema robusto e com grande capacidade para levar as doses a toda população, foi possível reduzir a circulação do vírus e retomar a normalidade da vida social.

“Sem a vacina, tudo parou e precisamos isolar as pessoas para evitar o adoecimento, o agravamento e até mesmo a morte, principalmente dos mais vulneráveis”, lembra Beatriz Battistella.

Vacinas

Reconhecido internacionalmente por seu amplo programa de imunização, que disponibiliza vacinas à população por meio do Sistema Único de Saúde (SUS), o Brasil tem ampliado sistematicamente o número de imunizantes disponíveis para a saúde pública. Criado em 1973, o Programa Nacional de Imunização (PNI) teve início com 4 tipos de vacinas e, atualmente, oferece mais de 20 imunizantes para crianças, adolescentes, adultos, idosos e indígenas.

“Com o avanço da vacinação em massa em nosso país, muitas pessoas não conhecem doenças sérias, como a varíola, que foi erradicada. Também pudemos controlar o sarampo, a rubéola e a poliomielite, por exemplo. Não podemos retroceder nessa conquista e, para isso, é necessário manter as coberturas vacinais acima de 90%”, explica a secretária.

Estrutura

Curitiba tem 109 Unidades de Saúde e todas elas têm salas de vacina e equipe treinada para aplicação das doses do calendário nacional de vacinação. No site Imuniza Já é possível verificar quais são as vacinas disponíveis no SUS Curitibano e também a localização das Unidades de Saúde da capital paranaense.

No aplicativo Saúde Já Curitiba, é possível verificar se há alguma dose pendente e quais são as próximas vacinas a serem aplicadas, além de visualizar a carteira de vacinação, onde constam todas as doses aplicadas. Se necessário, ligando para a Central Saúde Já – 3350-9000 é possível resgatar as vacinas aplicadas fora de Curitiba, atualizando assim a carteira vacinal disponível na palma da mão.

“A tecnologia é nossa aliada para nos lembrar de manter a proteção das vacinas em dia. Verifique sempre se há alguma vacina disponível e procure sua unidade para se vacinar”, destaca a secretária Beatriz.

Segundo ela, manter a vacinação em dia, mesmo na fase adulta, é um dos melhores métodos para evitar doenças e infecções. Ao entrarem no organismo, as vacinas, que possuem moléculas mortas ou atenuadas, fazem com o que o sistema imunológico reaja e produza os anticorpos necessários à defesa contra os agentes, o que torna o corpo imune a eles e às doenças que eles causam.

As vacinas disponibilizadas no SUS são seguras e de vital importância para proteção contra algumas doenças graves e muitas vezes fatais.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Curitiba abre 10 unidades de saúde para Dia D Contra a Pólio, neste sábado; veja lista

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.