Se você acha que os últimos dias têm sido quentes em Curitiba saiba que ainda vai ficar pior. O pico da onda de calor que atinge a maior parte do Brasil ainda não chegou. As temperaturas vão aumentar nos próximos dias. Na capital paranaense, por exemplo, teremos os dias mais quentes da história no domingo (24) e na segunda-feira (25).

No sábado (23), a mínima deve ser de 17˚C e a máxima de 33˚C em Curitiba. No domingo (24), a cidade deve registrar o dia mais quente do ano. No domingo, a mínima é de 18˚C e a máxima de 37˚C. Na segunda, a previsão do Simepar é que a temperatura fique ainda mais alta. A mínima é de 16˚C e máxima de 38˚C.

O recorde do dia mais quente do ano é batido já no domingo. De acordo com o Simepar, a temperatura mais quente da história em Curitiba era de 35,9˚C, o registro foi em janeiro de 2019.

Curitiba com 38˚C? Pico da onda de calor deve ser no final de semana
Calorão incomum vai atingir a capital paranaense. Foto: Levy Ferreira / SMCS

Oficialmente, a primavera tem início às 3h50 do sábado (horário de Brasília). Essa estação já começa com muito calor, o que é bastante incomum para o período e mesmo para padrões brasileiros, principalmente quando se trata de Curitiba, que é a capital mais fria do país.

Queda brusca no meio da semana

A instabilidade no tempo fica ainda maior se formos pensar que na terça-feira (26) haverá uma queda brusca de temperatura. A mínima é de 10˚C e a máxima é de 21˚C. Na quarta-feira (27), a mínima é de 10˚C e a máxima é de 14˚C. (Confira abaixo as previsões do Simepar)

Temperaturas altas em Curitiba no início da Primavera. Fonte: Simepar

De acordo com o meteorologista Fernando Gomes do Simepar, uma frente fria chega ao Paraná a partir de terça-feira. No entanto, ela não dura muito, já que em apenas dois dias ela é deslocada para o oceano e as temperaturas voltam a aumentar. Apesar disso, Fernando reforça uma característica da Primavera: a imprevisibilidade.

“Como estamos entrando em uma nova estação do ano, a Primavera tem algumas características. Entre elas o aumento da imprevisibilidade. Previsões a longo prazo tendem a ser um pouco mais imprecisas em termos de variações de temperatura”, diz

Alerta vermelho para o calor

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta vermelho para nove estados em razão da onda de calor que começou na última segunda-feira (17/9). A situação deve permanecer durante toda a semana. O alerta vermelho significa “grande perigo” em razão calor extremo.

As temperaturas podem ficar 5 °C acima da média para o mês nas seguintes localidades: Paraná, Rio de Janeiro, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Pará, Goiás e Tocantins. O alerta vermelho também aponta para um forte risco de acidentes e danos à saúde humana devido às altas temperaturas.

Muitas capitais devem passar dos 40°C. Em Cuiabá a máxima é de 43°C, o Rio de Janeiro tem máxima prevista de 41°C e Palmas pode bater os 40°C.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Com máxima de 38˚C, Curitiba deverá ter dia mais quente da história na segunda-feira (25)

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.