O desentendimento já público travado pelo ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) com o PSD de Gilberto Kassab traz reflexos imediatos no xadrez político em Curitiba e na estratégia de campanha em alguns bunkers nas grandes cidades do Paraná.

O deputado estadual Ricardo Arruda – Pedro de Oliveira/Alep

O PL, que já vinha costurando uma aliança com Eduardo Pimentel (PSD), teve de fazer um cavalo de pau no rumo depois que o Capitão declarou ser contra uma composição entre o PL e PSD nas eleições de 2024. O partido, que na prática é comandado por Bolsonaro e na teoria por Valdemar da Costa Neto, já começou a redesenhar suas estratégias nos quatro cantos do Paraná.

Aproveitando a crise entre PL e PSD, o deputado estadual Ricardo Arruda ocupou o vácuo e pediu a benção do Capitão para tentar se viabilizar na disputa pelo Palácio 29 de Março — tendo recebida resposta positiva, basta ver a mudança nas redes sociais do missionário que agora colocou uma lupa sobre a administração e Rafael Greca. O ponto de interrogação é sobre o andamento das investigações em curso contra o deputado bolsonarista.

Para ler a matéria completa, acesse o blog Politicamente, do jornalista Karlos Kohlbach, parceiro da Banda B, clicando aqui.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Bolsonaro diz que Arruda é bom nome para disputar a Prefeitura de Curitiba

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.