A ponte sobre o Rio Atuba, na Estrada da Graciosa, no Atuba, passou por obra emergencial de manutenção e agora, sem risco de queda, foi reaberta ao trânsito. A Prefeitura de Curitiba finalizou na sexta-feira (26/2) a recomposição do asfalto, última etapa das obras executadas na cabeceira da ponte que fica na divisa com o município de Colombo (Região Metropolitana de Curitiba).

Os serviços foram executados sob a coordenação da Secretaria Municipal de Obras Públicas (Smop) para conter uma erosão no local ocasionada pelo excesso de chuvas. Iniciada na primeira quinzena de janeiro, obra exigiu a interrupção da passagem e motorista.

00433607
A ponte sobre o Rio Atuba, na Estrada da Graciosa, no Atuba passou por obra emergencial de manutenção. Curitiba, 26/02/2024. Foto: Hully Paiva/SMCS

A medida, segundo o secretário municipal de Obras Públicas, Rodrigo Araújo Rodrigues, foi adotada para evitar tragédias, após um levantamento sobre as condições da estrutura ter apontado risco de queda por conta de anomalias causadas pela erosão.

“Embora tenha causado contratempos temporários, agimos antes que a situação se agravasse e comprometesse a segurança das pessoas. As melhorias realizadas garantem deslocamentos mais seguros e serviram para ampliar a vida útil da estrutura que foi renovada evitando danos ainda maiores, o que acarretaria em maior gasto ao município”, explica Rodrigues.

Mais segurança

Com as fortes chuvas que vêm acontecendo em Curitiba desde os últimos meses de 2023, moradores da região ressaltam a importância da intervenção da Prefeitura.

“Estávamos precisando muito que consertassem a ponte. Vinha chovendo bastante e ficava perigoso, agora estamos mais seguros”, conta Helena Pedroso, de 60 anos, moradora da região há quatro décadas.

A qualidade dos trabalhos na região também recebeu elogios da população do bairro Atuba, como explica a moradora Marlene Teixeira, de 55 anos.

“Foi tudo bem rápido. Nós ficamos ansiosos até a obra terminar, mas foi tranquilo. Não incomodou a região, e agora facilitou para nós, principalmente para quem sai para trabalhar”, relata Marlene.

Escavadeira

A cabeceira da ponte sofreu danos após as chuvas fortes do último trimestre de 2023, muito acima das previstas para o período. O alto volume pluviométrico causou a cheia do Rio Atuba, provocando a erosão na estrutura da passagem. Para restaurar a ponte, foi necessário o uso de uma escavadeira hidráulica para a retirada dos trechos danificados, o que exigiu o bloqueio do trânsito na região.

A recomposição da cabeceira da ponte na Estrada da Graciosa está entre o conjunto de obras de manutenção e reparo que a Secretaria de Obras Públicas tem executado para restabelecer os danos causados pelo trimestre atipicamente chuvoso.

Desde as últimas semanas de dezembro, as equipes avançaram nas obras emergenciais de manutenção das estruturas de macrodrenagem da cidade. Pelos bairros, o trabalho tem sido para restabelecer galerias, limpar e desassorear rios e córregos, reconstruir pontes e passarelas, combater processos de erosão e deslizamento, entre outros serviços.

Recuperação de pontes

A Prefeitura de Curitiba, por meio da Secretaria Municipal de Obras Públicas, mantém ações contínuas na implantação e manutenção de passarelas e pontes na cidade. Essas estruturas são essenciais para o acesso dos cidadãos aos espaços da cidade, diminuindo distâncias para pedestres e ciclistas, principalmente nos bairros.

Desde 2017, cerca de 1 mil estruturas (pontes e passarelas, de madeira, concreto e metálicas) foram melhoradas, substituídas ou implantadas em Curitiba.

O serviço de trocas e manutenção de pontes e passarelas é feito em todos os bairros de Curitiba. Os pedidos podem ser feitos pela Central 156 e nas administrações regionais.

Comunicar erro

Comunique a redação sobre erros de português, de informação ou técnicos encontrados nesta página.

Após passar por manutenção, ponte na Estrada da Graciosa é liberada ao trânsito

OBS: o título e link da página são enviados diretamente para a nossa equipe.